Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Gestão pública

"É uma sorte o pôr do sol não depender do governo e de nenhuma autarquia, porque, se dependesse, o trabalho cairia nas garras de funcionários incompetentes e desonestos, haveria negociata na compra do material, acabariam usando tintas ordinárias, e nós não teríamos espetáculos como este."

Érico Veríssimo, na página 699 de O Arquipélago.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Transposição de dinheiro público


Vai conseguir quebrar, 2

"Wedna é uma típica brasileira da nova classe média enrolada na armadilha do crédito fácil. Como ela, milhões de pessoas atraídas pela oferta de crédito abundante nos bancos se atiraram às compras em 2009, 2010 e no início de 2011. Este ano, a conta chegou. Para muitos, foi como acordar de um surto coletivo de embriaguez: as doses de crédito a mais desaguaram num calote total de R$ 44,2 bilhões em bancos, financeiras e no cartão de crédito. Para comparar, em 2010, a inadimplência total era de R$ 23,7 bilhões, quase a metade de hoje. As contas foram feitas pela economista Marianne Hanson, da Confederação Nacional do Comércio (CNC)."

Brasil, século XXI

"Não faltam Constituição, códigos, leis, decretos, um emaranhado legal caótico. Mas nada consegue regular o bom funcionamento da democracia brasileira. Ética, moralidade, competência, eficiência e compromisso público simplesmente desapareceram. Temos um amontoado de políticos vorazes, sequestradores do erário. Vivemos uma época do vale-tudo. Desapareceram os homens públicos. Foram substituídos pelos políticos profissionais. Todos querem enriquecer a qualquer preço - e rapidamente. Não importam os meios. São anos marcados pela hipocrisia. Não há mais ideologia. Longe disso. A disputa política é pelo poder, que tudo pode e nada é proibido. Os poderosos exercem o controle do Estado - controle no sentido mais amplo e autocrático possível. Feio não é violar a lei, mas perder uma eleição, estar distante do governo."

Página 389 de Mensalão, do Marco Antonio Villa.

Vai conseguir quebrar

Quem já quebrou uma loja de 1,99 vai conseguir quebrar um país de 199 milhões de bananas. Vejam a notícia da Veja;com:

"A despeito do aumento do risco, do intervencionismo, do protecionismo e da incapacidade do setor industrial em fornecer equipamentos de ponta a todas as áreas (como sonha o governo), a presidente Dilma Rousseff não parece ver nisso um problema. Na opinião dos analistas, ela está praticamente sozinha, entoando um mantra de progresso que só ela entende – e se irrita profundamente quando os demais não aplaudem a estratégia. Em pronunciamento natalino de 2012, Dilma afirmou estar no caminho certo – e pediu que o setor privado caminhasse junto com ela. Tendo em vista que ela mesma coloca obstáculos no percurso, não é de se estranhar que a estrada esteja quase vazia."

sábado, 29 de dezembro de 2012

O projeto petista

"As lideranças condenadas pelo STF insistem em dizer que o partido tem que manter seu projeto estratégico. Qual?

O socialismo foi abandonado e faz muito tempo. A retórica anticapitalista é reservada para os bate-papos nostálgicos de suas velhas lideranças. O único projeto da aristocravia petista - conservadora, oportunista e reacionária - é de se perpetuar no poder. Para isso, precisa contar com uma sociedade civil amorfa, invertebrada. Não é acidental que passaram a falar em controle social da imprensa e ... do judiciário. Sabem que a imprensa e o judiciário acabaram se tornando, mesmo sem querer, os maiores obstáculos à ditadura de novo tipo que almejam criar.

A estratégia petista conta com o apoio do que há de pior no Brasil. É uma associação entre poíticos corruptos, empresários inescrupulosos e oportunistas de todos os tipos. O que os une é o desejo de saquear o Estado. O PT acabou virando o instrumento de uma burguesia predatória, que sobrevive graças às benesses do Estado. De uma burguesia corrupta que, no fundo, odeia o capitalismo e a concorrência, e encontrou no partido - depois de um século de desencontros, namorando os militares e setores políticos ultraconservadores - o melhor instrumento para a manutenção e expansão de seus interesses. Não deram nenhum passo atrás na defesa dos seus interesses de classe. Ficaram onde sempre estiveram. Quem se movimentou em direção a eles foi o PT."

Página 387 de Mensalão, do Marco Antonio Villa.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Desarmamento

Esquerdistas de todos os matizes,

De Lula a Obama,

De Lenin a Fernanda Montenegro,

De Mao a Pol Pot,

De Dilma a Fidel,

têm tara por desarmar a população civil. Mas qual seria o motivo central que une toda esta gente de países, épocas e ambientes culturais distintos em torno de um mesmo tema?

Simples - eliminar qualquer possibilidade de reação de uma população indignada frente ao poder opressor de um estado totalitário.

Uma ingenuidade oceânica

A ingenuidade da população, mesmo da parcela esclarecida da população, parece não conhecer limites.

Muitos integrantes da parcela "esclarecida" da população estão indignados (com razão) com a presença de ministros como Lewandovski e Toffoli na corte. Também estão indiganods com o caminho que Luis Fux teve que percorrer para chegar ao STF - teve que pedir a benção de João Pedro Stedile, de Dirceu, de João Paulo Cunha, de Gilberto Carvalho, teve que prometer votar pela absolvição no mensalão, etc.

Muitos desses "esclarecidos" indignados entendem que é um absurdo o presidente da república ter o poder de nomear os ministros do STF. E alguns "esclarecidos" defendem que os ministros do STF deveriam ser eleitos por voto popular.

Bem, eu digo o seguinte - se os ministros do STF fossem eleitos por voto popular teríamos 11 militantes petistas na corte. Ou acham que alguém consegue bater o PT em eleições diretas?

Matar por asfixia

Leiam a notícia de Lauro Jardim. Comento na sequência.

"A partir de alguns movimentos na Anvisa, a cúpula do McDonald’s Brasil já trabalha com a possibilidade de, a médio prazo, não poder mais fazer propaganda de seus sanduíches no Brasil. O Burger King não conta com essa perda"

Comento: os órgãos do governo comunista trabalham desde 2003 com um objetivo - ir criando restrições à publicidade, sempre com base em "preocupações" com a nossa saúde, ou simplesmente na onda do politicamente correto. O objetivo principal desta estratégia dos comunistas é reduzir drasticamente a receita de publicidade dos veículos de comunicação, de forma a não permitir que sobrevivam financeiramente sem a publicidade estatal. E aí só receberá publicidade estatal quem for "a favor". Ou seja, o plano é matar por asfixia financeira o quase nada de imprensa independente que resta no país.

Este é um país que vai prá frente

Leiam a notícia da Veja.com. Comento na sequência.

"O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que está em análise a possibilidade de conceder subsídios para que as famílias possam adquirir aparelhos digitais ou conversores (set-top box), e assim substituir as transmissões pelo sistema antigo, o analógico. "Precisamos acelerar a digitalização, e se não houver uma ação forte do governo, a meta de 2016 vai atrasar", disse Bernardo. "

Comento: nossa saúde pública é um lixo, as pessoas morrem na filas de espera, aguardando atendimento. Nossa educação pública é um lixo, as pessoas saem analfabetas funcionais das universidades. Nossa infraestrutura é um lixo, basicamente o que temos de infraestrutura é o que foi deixado pelos governos militares. Nossa segurança pública é um lixo. Nossa dívida pública é monstruosa, coisa de R$2 trilhões. Metade da população Brasileira não tem sequer saneamento básico em suas residências. Neste cenário o governo pensa em aplicar recursos públicos em incentivos para que as pessoas ... comprem aparelhos de televisão. Nunca antes na história deste país um partido percebeu de forma tão plena qual é o caminho mais curto para a conquista do voto do eleitor ignorante.

De Nonie Darwish

No Oriente Médio, crianças estão sendo usadas, pelos adultos que deveriam tomar conta delas, para se tornarem armas jihadistas para conquistar o mundo - às vezes com bombas presas aos seus corpos para matarem seus supostos inimigos. As crianças recebem treinamento com armas para aprenderem a matar judeus, e lhes é dito que morrer por amor à jihad (guerra santa) é a mais alta honra e a única garantia de irem para o céu. Se estas coisas não forem abusos dos direitos humanos das crianças, o que é? Na escola de ensino fundamental que freqüentei em Gaza, a agenda política e cultural do mundo árabe era enfiada por nossa garganta abaixo em efetivamente todos os assuntos.

Hoje, as crianças ocidentais também estão sofrendo com as agendas dos adultos que lhes são enfiadas goela abaixo: a agenda ambiental, a agenda feminista, a agenda gay, a agenda islamista, a agenda da “inveja de classes”, a agenda da “divisão racial”, a agenda dos direitos dos animais, ad infinitum. O que as pessoas do Ocidente não conseguem ver é que também estão usando as crianças como armas: como instrumentos para provocar mudanças sociais, culturais e políticas, geralmente para destruir o sistema ocidental tal como o conhecemos, e substituí-lo por um novo mundo que a cultura popular e muitos parecem estar tão desesperados para alcançar.

Deixa que eu pago

Leiam a notícia do Claudio Humberto. Comento na sequência.

28/12/2012 | 00:00

Primo rico

O Brasil vai aumentar a contribuição de 1,6 para 2,9% do orçamento total da ONU em 2013, diz o jornal Le Monde. Com a crise econômica, França, Alemanha, Japão e Grã-Bretanha vão reduzir a despesa.


Comento: compreende-se a prontidão do governo Brasileiro em cobrir o déficit da ONU (com nosso dinheiro), afinal a ONU é hoje talvez a maior disseminadora em nível mundial do pensamento esquerdista. E os companheiros sempre se ajudam, seja com apoio, seja com prêmios, seja com dinheiro. Sempre com dinheiro dos outros, claro, afinal esquerdista nunca põe a mão no próprio bolso.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Ser comunista dá prêmio

Tenho 43 anos de idade, trabalho há 24 anos, pago meus impostos em dia (bem altos), pago minhas contas em dia, não roubo, não mato, não destruo propriedade alheia, respeito as leis do país, gero empregos com meu trabalho, etc., etc., etc. E nunca ganhei prêmio nenhum, de ninguém.

Por outro lado, existe um movimento de jovens cabeça de vento, denominado Levante Popular da Juventude. O propósito de tal movimento é ... implantar o comunismo no Brasil.

Enquanto não atingem o objetivo principal, vão se dedicando a outras tarefas, como agressão a idosos, pichação, matar aulas em universidades públicas, participar de acampamentos de doutrinação comunista com o governador Tarso Genro, etc.

Pois bem, tão nobre grupo acaba de ser agraciado com menção honrosa no prêmio de direitos humanos. Na imagem abaixo a comunista do movimento recebe seu prêmio, ladeada pelas comunistas Dilma e Maria do Rosário.

É o estado brasileiro (com o dinheiro dos nossos impostos) premiando pessoas que se dedicam ao vandalismo e ao sonho utópico de transformar o Brasil em Cuba. Sonho, aliás, também compartilhado pelas autoridades comunistas da foto...

Dilma tem razão

Hoje é o dia. Eu nunca havia concordado com nada dito por Fernanda Montenegro, e de repente ela dá uma declaração com a qual concordo integralmente (post abaixo). Em relação a Dilma, até hoje eu só havia concordado com uma de suas posições - a de endurecimento na greve dos funcionários públicos. Mas eis que hoje ela fez uma segunda declaração com a qual concordo integralmente. Leiam a notíca abaixo, comento na sequência:

"A presidente Dilma Rousseff admitiu novos riscos de interrupção de energia elétrica, mas rejeitou o termo "apagão". Dilma disse que os cortes de luz são provocados, na maioria das vezes, por falha humana e afirmou que o maior problema é a demora no restabelecimento da energia. Em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto nesta quinta-feira, a presidente definiu como "ridículo" o comentário de que o Brasil pode sofrer racionamento."

Comento: Dilma comanda o setor elétrico no Brasil há 10 anos. Dilma é um ser humano. Logo, os frequentes problemas de interrupção no fornecimento de energia decorrem de ... falha humana. Se ela fosse menos falha e mais capacitada na execução das tarefas sob sua responsabilidade certamente o sistema elétrico brasileiro não estaria na situação atual.

Fernanda Montenegro

Nunca até hoje concordei com nada que foi dito por Fernanda Montenegro. Estivemos sempre em campos opostos, qualquer que fosse o assunto em debate. Mas aí abaixo está uma declaração de Fernanda com a qual concordo integralmente. Finalmente.

"Doce de Mãe é de fato um respiro na tão falada tentativa da TV de espelhar a “nova classe C”, que na visão de Fernanda passou dos limites. “A classe média perdeu lugar na ficção. Sinceramente, não aguento mais”, diz ela, sem meias-palavras. “Parece que, hoje em dia, a história precisa abordar os extremos, o doentio e os estereótipos para poder chamar a atenção. Acho que está na hora da gente se ver do jeito que a gente é.”"

Lei da selva?

Leiam a notícia da coluna de hoje do Claudio Humberto. Comento na sequência.

27/12/2012 | 00:00

Lei da selva

Além das empresas aéreas, as locadoras também abusam dos preços. Um leitor de Brasília quis alugar um mesmo carro que usara dias antes, pagando R$ 122 a diária, e a Localiza impôs um novo preço: R$ 176.
Comento: como assim, lei da selva? Não sabia que a selva tinha leis de mercado. Até hoje sempre pensei que na selva existisse apenas uma lei - a lei do mais forte. Mas nada como um dia depois do outro, estamos sempre aprendendo, inclusive sobre a existência de leis de mercado na selva. Vejam só que coisa, se a proximidade do fim de ano faz com que um maior número de pessoas viagem e, consequentemente, a demanda por carros de locadoras aumente e, consequentemente o valor da locação aumente, isto é a lei da selva. O valor do aluguel de imóveis na praia também aumenta no verão. Para Claudio Humberto é a lei da selva em ação...

Comunas X ganhos

Li ontem que Neymar faturou mais de R$60 milhões em 2012. No mesmo texto li que Neymar chega a cobrar R$500 mil para passar algumas horas num evento corporativo.

Tudo muito bem. Num ambiente de liberdade Neymar cobrar quanto quiser e as empresas, da mesma forma, pagam quanto quiserem.

Contudo, não se ouvirá um pio de comunista/petista/esquerdista dizendo que Neymar ganha dinheiro demais, que é injusto, etc. Comunas nunca criticam a quantidade de dinheiro ganha por atletas, artistas, arquitetos... Será por isso que quase todos os artistas são comunas...?

Mas se um empresário que trabalha 15 horas por dia, de domingo a domingo, ganhar R$100 ou R$150 mil por mês, não tenham dúvidas - aos olhos dos comunas será um capitalista sanguinário, explorador e fabricante serial de injustiça social.

Parece que o que os comunas não toleram mesmo é o dinheiro ganho com muito trabalho duro. Talvez por nem conhecerem o trabalho duro, tenham medo desse "bicho" do qual só ouviram falar...

Fim do mundo

Leiam a notícia da Veja.com. Comento na sequência.

"O governo dos Estados Unidos atingirá seu limite de endividamento em 31 de dezembro e tomará medidas extraordinárias para adiar o default (moratória), disse nesta quarta-feira o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner. Em carta enviada ao Congresso, ele revelou que o órgão começará a adotar medidas emergenciais para "temporariamente adiar a data em que os Estados Unidos não poderão mais cumprir com suas obrigações legais"."

Comento: Talvez o calendário Maia só tenha errado por alguns dias. Uma das formas de o mundo acabar (pelo menos o mundo como nós o conhecemos) é através de um default da dívida do tesouro Americano. E se as palavras ainda fazem algum sentido, as medidas emergenciais adotadas pelo secretário do tesouro servirão apenas para "adiar" o default, não para evitar. Ou seja, o default virá, mais cedo ou mais tarde.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Máquina de multiplicação

Leiam a informação da Veja.com. Comento na sequência.

"Embora preveja benefícios considerando o número de crianças e jovens em cada família, o Bolsa Família distribui auxílio financeiro para famílias com, no máximo, cinco crianças e dois jovens cada uma.

Já no Brasil Carinhoso, o número de pessoas beneficiadas não tem limites: o valor pago leva em conta o total necessário para que a família alcance uma renda per capita de 70 reais mensais – exatamente o limite considerado para a superação da pobreza extrema. Um casal com oito filhos e renda total de 200 reais passou a receber, por mês, 500 reais de auxílio.

O presidente do Ipea, Marcelo Néri, afirma que a atenção especial à população infantil tem efeitos duradouros. "No Brasil, a política social é muito curativa e pouco preventiva: deixa o problema se formar e depois tenta lidar com ele”, analisou. “Atuar na infância é tentar fazer que a pessoa tenha uma vida digna desde o primeiro momento.”"

Comento: houve um tempo em que os pais faziam mais filhos para receber mais num tal de "salário família". Evidentemente o custo para criar um filho a mais era muito maior do que o valor do tal salário, mas as pessoas mais humildes só conseguiam ver o lado da receita nesta equação. Não consideravam o custo.

Imagino que para as familias miseráveis, R$70 sejam quase uma fortuna. E como é proporcional ao número de filhos, sem limite, o miserável pensará assim: se eu tiver 10 filhos receberei R$700 por mês, o que para ele é uma renda em patamar de Bill Gates. Além disso, os tais 10 filhos, quando espalhados pelos sinais de trânsito da cidade, pedindo esmolas, agregarão ainda mais à renda familiar.

É assim que as pessoas pensam. Dizer que não é assim é ignorância da realidade ou hipocrisia petista.

Desta forma, o tal programa Brasil Carinhoso funciona como uma máquina de multiplicação de gente, de multiplicação de "estado-dependentes" e de ... eleitores do PT. É o PT plantando hoje (com o nosso dinheiro) para colher votos daqui 16 anos.Ísto que é visão de futuro...


Inviável

A coluna de J.R.Guzzo na Veja desta semana coloca o dedo numa ferida que todos preferem fingir ignorar - democracia é inviável numa população com o ciclópico nível de ignorância da população brasileira.

Guzzo vê apenas uma alternativa para tentar minimizar (não para resolver) o problema: o voto distrital.

A mudança do sistema atual para o sistema de voto distrital, contudo, teria que ser aprovada pelo congresso nacional. E os congressistas que estão lá, e teriam que votar, são os beneficiários do sistema atual. Assim, como dizia meu pai, só mudarão o sistema eleitoral no dia em que o Sargento Garcia prender o Zorro. Restariam duas alternativas:

- Pressão popoular pela mudança, mas aí voltamos ao problema original - o povo é ignorante demais para compreender o que está em discussão e exigir mudança;

- Pressão da imprensa, mas a imprensa está encantada demais com o petismo e não tem tempo para se preocupar com essas bobagens.

Desta forma, se a democracia é inviável no Brasil, salvo com voto distrital, e o voto distrital não virá nunca, resta apenas o fato de que ... a democracia é inviável no Brasil.

Assim, o processo eleitoral irá nos levando a cada dois anos mais para perto do fundo do poço, sempre piorando o que ainda é possível piorar.

Qual a alternativa?

Do Claudio Humberto

26/12/2012 | 00:00

PT acha que
Joaquim ‘amarelou’,
e vai ao ataque

A cúpula do PT celebrou a decisão que manteve fora das grades os condenados do mensalão, mas avalia que o ministro Joaquim Barbosa “amarelou”, temendo “revoltar” seus militantes. Aos gritos de “com o PT ninguém pode”, dirigentes comemoraram com champanhe, em São Paulo, a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal. Agora, o PT pretende “botar o bloco na rua” em manifestações pró-mensaleiros.

Enviar por e-mailImprimirTwitter
26/12/2012 | 00:00

Contra a Justiça

José Dirceu pediu para Lula liderar um grande ato pró-condenados e contra a “Justiça conservadora”, em fevereiro. Lula ficou de pensar.

Enviar por e-mailImprimirTwitter
26/12/2012 | 00:00

Pressão contra o STF

As manifestações de fevereiro coincidiriam com a publicação do acórdão do STF e do possível recolhimento dos sentenciados à prisão.

Enviar por e-mailImprimirTwitter
26/12/2012 | 00:00

Preço elevado

José Dirceu sonha com o PT cobrando de Dilma uma retribuição por sua eleição: sua presença no ato pró-mensaleiros, em São Paulo.

Enviar por e-mailImprimirTwitter
26/12/2012 | 00:00

Comício pela impunidade

A intenção da direção do PT é reunir ao menos 150 mil pessoas no ato público de fevereiro, em defesa da impunidade para os mensaleiros.

Comento: em 2002 um bando de ignorantes, digo, de honados eleitores Brasileiros dizia: "o Brasil precisa mudar". Tá aí, mudou. Nosso país será possivelmente o primeiro do planeta a realizar uma manifestação de rua pró-corrupção. Com certeza a manifestação, se ocorrer, contará com a presença da maior parte do elenco da Globo. Haverá mais celebridades no palanque pró-corrupção petisa do que na platéia do especial de Natal do Roberto Carlos...

Do Rodrigo Constantino

Papai Noel, agora eu preciso ser sincero e te fazer uma crítica. Desde muito desconfio que você seja marxista. Não é apenas pela cor vermelha de sua roupa ou essa barba comprida. É algo muito pior. Você distribui todos os presentes, fica com a fama de legal, mas quem paga a conta mesmo são os pais das crianças!

Essa é exatamente a postura dos esquerdistas em geral. Eles querem fazer caridade com o esforço alheio. Eles gostam de posar de altruístas jogando a fatura para os outros. Que vergonha você agir conforme essa turma. Eu confesso que esperava mais do senhor...

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

10 anos


Instituições

Após 21 anos de "ditamole" todos sabiam, mesmo que em teoria, o papel e as funções das instituições.

Após 17 anos de democracia e 10 anos de "democradura" ninguém mais sabe qual deve ser o papel das instituições.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Mudaram a lei e não avisaram?

Leiam a notícia, comento em seguida:


20/12/2012 | 16:30

Santander deve readmitir funcionários

O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região decidiu que os 31 demitidos do Banco Santander terão que ser readmitidos. Segundo o desembargador Cláudio Brandão, a reintegração dos bancários deverá ocorrer imediatamente após a notificação da entidade financeira. A liminar concedida determina ainda que todos os funcionários devem voltar às atividades, sob pena de multa no valor de R$ 10 mil por dia, a ser revertida em favor do empregado demitido. Além disso, se continuar com as dispensas, terá de pagar R$ 100 mil por cada um. Segundo o Sindicato dos Bancários da Bahia (SBBA), o Santander agora só poderá recorrer da decisão no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Comento: mudaram a lei e não avisaram? Empregado da iniciativa privada não pode mais ser demitido no Brasil? Ou o Santander foi estatizado e também não informaram isto ao público?

Do Sardenberg

Renato Janine Ribeiro diz que os regimes comunistas cometeram o pecado da extrema violência física, eliminando milhões de pessoas. Mas eram eticamente puros, sustenta: gostavam de limusines e dachas, mas não colocavam dinheiro público no bolso. (A propósito, anotem aí: isto é uma prévia para uma eventual defesa de Lula, quando começam a aparecer sinais de que o ex-presidente e sua família abusaram de mordomias mais do que se sabe).
 
Quanto aos comunistas, dizemos nós, não eram “puros” por virtude, mas por impossibilidade. Não havia propriedade privada, de maneira que os corruptos não tinham como construir patrimônios pessoais. Roubavam dinheiro de bolso e se reservavam parte do aparelho do estado, enquanto o povo que representavam passava fome. Puros?
 
Reparem: na China, misto de comunismo e capitalismo, os líderes e suas famílias amealharam, sim, grandes fortunas pessoais.
 
Voltando ao nosso caso brasileiro, vamos falar francamente: ninguém precisa ser ladrão de dinheiro público para distribuir Bolsa Família e aumentar o salário mínimo.
 
Querem tudo?Dilma consegue aprovar a MP que garante uma queda na conta de luz. O Operador Nacional do Sistema Elétrico diz que haverá mais apagões porque não há como evitá-los sem investimentos que exigiriam tarifas mais caras.
 
Ou seja, a conta será mais barata, em compensação vai faltar luz.

Papel da Câmara

Leiam a notícia do Claudio Humberto, comento na sequência:

"O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), declarou nesta quinta-feira (20) que a Casa poderá dar asilo aos parlamentares que foram condenados no julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo ele, a Polícia Federal não tem autorização para entrar no parlamento e todos ficariam "a salvo" da cadeia. Ele chegou a dizer que não acredita que o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, vá acatar o pedido do procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, para prender imediatamente os mensaleiros. "É uma suposição tão vaga que nem acredito que isso possa acontecer. [Se acontecer], teremos que pensar no que fazer", afirmou."

Comento: Já dizia o filósofo Lula que a Câmara era um antro com uns "300 picaretas". Quando o filósofo chegou à presidência soube usar com maestria a picaretagem a seu favor. Se Marco Maia cumprir a ameaça, não será nada de novo. A Câmara de deputados estará apenas formalizando o seu papel de abrigo de picaretas de toda a espécie.




E agora Zezé?

Da Veja.com:

"O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, condenado a mais de 40 anos de prisão por operar o mensalão, entregou à Procuradoria-Geral da República os números de três contas bancárias no exterior nas quais teria feito depósitos para quitar dívidas de campanha do PT com a dupla Zezé Di Camargo e Luciano e com os publicitários Nizan Guanaes e Duda Mendonça. As operações, segundo ele, ocorreram em 2005."

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Brasil maravilha

Da Veja.com:

"A falta de chuvas e a má gestão do setor energético nacional fizeram o país chegar a uma situação limite: o Brasil está às portas de um racionamento ou mesmo de desabastecimento de energia elétrica e de gás. O alerta foi dado na última segunda-feira pela Petrobras às federações das indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e São Paulo (Fiesp). Interlocutores da presidente da estatal, Graça Foster, procuraram as duas entidades para pedir ajuda na elaboração de um plano de racionamento tanto para a energia elétrica quanto para o gás. Em reação, a Firjan está pedindo ao Ministério das Minas e Energia que esclareça quais providências está tomando para evitar o pior."


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Menos, Claudio Humberto

Leiam a notícia do Claudio Humberto, comento na sequência:

18/12/2012 | 00:00

Sem limites

Com a exploração nos aviões, muita gente volta aos ônibus, onde as tarifas são reajustadas uma vez ao ano no limite fixado pela ANTT, a agência reguladora. Por que a Anac não faz o mesmo?
Comento: o Claudio Humberto anda bem socialista esta semana. Pelo que entendi, o que ele quer é que o governo passe a determinar o preço das passagens aéreas. Mas espera aí, onde já vi algo assim antes? Ah, lembrei, foi no Brasil dos anos 80, onde os reajustes de passagens aéreas eram definidos pelo governo, o que contribuiu para produzir as falidas Varig, Trans Brasil e Vasp.

Eu tenho uma outra sugestão - que o governo passe a regular o preço que o Claudio Humberto cobra dos jornais pela veiculação da sua coluna. Será que o Claudio Humberto concorda com a sugestão?

Por fim, o principal problema na aviação Brasileira não é a falta de ingerência governamental nos preços. O problema é o fato do nosso mercado ser composto por um duopólio (Tam e Gol).

Lideranças empresariais

Do Reinaldo Azevedo:

Está em curso uma lenta e contínua degradação institucional. Manifesta-se no interior de cada Poder da República; na relação entre esses Poderes; em setores consideráveis da imprensa, que perderam os referenciais que sustentam sua própria liberdade; na academia, que se contenta, com raras exceções, em ser esbirro irrelevante de um projeto de poder; na representação dos trabalhadores, que é sócia desse projeto; na representação empresarial, altiva mendicante das benesses oficiais, incapaz de produzir valores que vão além do balanço; em boa parte dos nossos liberais, cada vez mais micos amestrados do ativismo estatal. Não se trata de pessimismo, mas de realismo. Se vamos sair da espiral negativa, não sei. Uma coisa é certa: sem forças políticas que produzam contravalores, é difícil.

Do Lauro Jardim:

Apesar do PIBinho de Guido Mantega, Paulo Skaf (presidente da FIESP) reunirá logo mais a imprensa para dizer que está otimista. Acredita que, em 2013, o PIB crescerá 3%, resultado das medidas que o governo tem tomado nos últimos meses, somado ao cenário internacional.

Comento: Reinaldo Azevedo deu a melhor definição para nossas lideranças empresariais - mendicantes.



Vejam a capa de O Globo


Na foto do meio da página o multimilionário consultor de empresas José Dirceu, que veste bermuda de R$600,00 para ir à praia, ergue seu braço fazendo o tradicional gesto comunista, na esperança de atrair a simpatia dos totalmente idiotas. Ao seu lado o eterno candidato a ministro da cultura José de Abreu, aquele que topa se aliar até ao diabo se isto significar uma boquinha no governo.



segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Do Luiz Felipe Pondé

"Oppression studies" é uma expressão usada pelo jornalista americano Billy O'Reilly, da Fox News, para se referir às "ciências humanas engajadas no controle das mentes". Explico.

Reprovou um aluno? Opressão. É preguiçoso? Não, a sociedade te oprimiu e fez você ficar assim. Um ladrão te assaltou? Ele é o oprimido, você o opressor. Aliás, sobre isso, vale dizer que, com a violência em São Paulo, devemos reescrever a famosa frase do Che: "Hay que enfiar la faca em la cavera, pero sin perder la ternura jamás".

A frase dele, assinatura de camisetas revolucionárias, é: "Hay que endurecerse, pero sin perder la ternura jamás". Essa camiseta é a verdadeira arma contra gente como ele. Os americanos deveriam afogar o Irã em Coca-Colas, Big Macs e pílulas anticoncepcionais para as iranianas transarem adoidado com seus amantes.

Convidou uma colega de trabalho para jantar? Opressão! Você é um opressor por excelência, deveria ter vergonha disso. Não é um amante espiritual do Obama? Opressor! Come picanha? Opressor! Não acha que a África é pobre por culpa sua? Opressor! Suspeita de que o sistema de cotas vai destruir a universidade pública criando um novo espaço de corrupção via reserva tribal de mercado e compra de diplomas de escolas públicas? Se você suspeita disso, é um opressor! Acha que uma pessoa deve ser julgada pelos seus méritos e não pelo que o tataravô do vizinho fez? Opressor! Anda de carro? Opressor! Ganhou dinheiro porque trabalha mais do que os outros? Opressor!

Os "oppression studies" sonham em fazer leis. Por exemplo, recentemente, um comitê de gênero (isto é, o povo que diz que sexo não existe e que tudo é uma "construção social", claro, opressora) desses países em que o "mundo é perfeito" teve uma nova ideia. Esses caras (ou seriam car@s?) querem proibir qualquer propaganda ou programação infantil que reproduza imagens de mulher sendo mulher e homem sendo homem. Não entendeu? É meio confuso mesmo. Vamos lá.

Imagine uma propaganda na qual existe uma família. Segundo os especialistas em "oppression studies", para a marca não ser opressora, a família não pode ser heterossexual, porque se assim o for, o "espelho social" (a imagem que a mídia reproduz de algo) fará os não heterossexuais se sentirem oprimidos.

O problema aqui não é que as pessoas devem ser isso ou aquilo (melhor esclarecer, se não eu viro objeto de estudo dos "oppression studies"), mas sim por qual razão esses cem car@s (não são muito mais do que isso), que não têm o que fazer na vida a não ser se meter na vida, na família e na escola dos outros, têm o direito de dizer o que meus filhos ou os seus devem ver na TV? Até quando vamos aturar essa invasão da vida alheia em nome dos "oppression studies"?

Só gente de 1a...

Do Augusto Nunes:

Os blogs estatizados lançaram uma campanha destinada a ensinar ao país que a lei vale para qualquer um, mas Lula não é qualquer um. Está acima de todos, e portanto pode fazer bonito na carreira de fora-da-lei sem perder o sono, muito menos o direito de ir e vir. “Mexeu com Lula, mexeu comigo”, adverte a palavra de ordem aprovada por Rui Falcão.

Para os combatentes de rede social, o chefe supremo é tão inimputável quanto os bebês de colo, os velhos caducos, os índios das tribos isoladas, os doidos de pedra, os que já morreram, os que estão por nascer. Entusiasmados defensores da tese, José Sarney e Fernando Collor abriram a lista de adesões.

Os blogueiros de aluguel dão como certo o apoio de Renan Calheiros, Romero Jucá, Paulo Maluf, José Dirceu, Delúbio Soares, Valdemar Costa Neto, José Genoíno, Erenice Guerra, Antonio Palocci, José Antonio Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Freud Godói, Paulo Okamotto, João Paulo Cunha, Paulo e Rubens Vieira, Orlando Silva, Gilberto Miranda, Gilberto Kassab e, claro, Rosemary Noronha.

Qual a alternativa?

Leiam estas notícias da coluna de hoje do Claudio Humberto. Comento na sequência.

17/12/2012 | 00:00

Bancários pagam
a conta da
queda dos juros

No Itaú e Santander, os bancários pagam a conta da queda do juro. A situação chocante é a do Itaú, que cortou 9 mil pessoas na comparação dos balanços de setembro. O quadro caiu de 105.969 bancários, em 2011, para 97.030, em 2012. A queda foi de 8,5%. Mas o lucro continua volumoso: de R$ 10,9 bilhões, ano passado, foi para R$ 10,1 bilhões. A ligeira variação negativa foi de 7,5%, menor que a do corte de pessoal.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
17/12/2012 | 00:00

É coisa nossa

Dramático é que o corte nos bancos Itaú e Santander foi concentrado no Brasil. Lá fora, o Itaú subiu de 6.149 bancários para 6.603.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
17/12/2012 | 00:00

Surpresa de Natal

No banco Santander, os cortes foram concentrados neste final de ano, véspera de Natal. O facão cortou 1 mil dos 55 mil trabalhadores.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
17/12/2012 | 00:00

Mais cortes

Para o sindicato dos bancários, o plano dos espanhóis é decepar mais 4 mil empregos. O lucro do Santander também foi obeso: R$ 2 bilhões.
Comento: o tom de Cláudio Humberto é crítico às demissões. Compreende-se, afinal creio que ninguém fique contente com pessoas perdendo empregos. Contudo, qual a alternativa que Claudio Humberto sugere? Que os bancos privados mantenham contratados mais funcionários do que são necessários? Humberto possui uma pequena empresa, que produz sua coluna, negocia contratos com jornais, mantém seu site, negocia patrocínios, etc. Por acaso Humberto mantém em sua empresa mais funcionários do que são necessários? Não. Alguém pratica isto? Alguém, algum leitor, contrata dois jardineiros para sua casa quando só precisa de um? Ou diaristas? Ou porteiros para o seu condomínio? Não.

Ocorre que quem pensa em socialismo ou "justiça social" pensa sempre com o chapéu dos outros. A grande surpresa é que quando o socialismo é finalmente implantado ele se aplica também para os seus defensores...

Todo o ano, durante a greve anual dos bancários, eu escrevo aqui no blog que bancário é uma profissão em extinção. E não preciso de bola de cristal para prever isto. Basta compreender que a profissão de bancário é a mais fácil de ser substituída por tecnologia.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Votação eletrônica

"Um novo caminho para fraudar as eleições informatizadas brasileiras foi apresentado ontem (10/12) para as mais de 100 pessoas que lotaram durante três horas e meia o auditório da Sociedade de Engenheiros e Arquitetos do Rio de Janeiro (SEAERJ), na Rua do Russel n° 1, no decorrer do seminário “A urna eletrônica é confiável?”, promovido pelos institutos de estudos políticos das seções fluminense do Partido da República (PR), o Instituto Republicano; e do Partido Democrático Trabalhista (PDT), a Fundação Leonel Brizola-Alberto Pasqualini.
 
Acompanhado por um especialista em transmissão de dados, Reinaldo Mendonça, e de um delegado de polícia, Alexandre Neto, um jovem hacker de 19 anos, identificado apenas como Rangel por questões de segurança, mostrou como — através de acesso ilegal e privilegiado à intranet da Justiça Eleitoral no Rio de Janeiro, sob a responsabilidade técnica da empresa Oi – interceptou os dados alimentadores do sistema de totalização e, após o retardo do envio desses dados aos computadores da Justiça Eleitoral, modificou resultados beneficiando candidatos em detrimento de outros – sem nada ser oficialmente detectado.

“A gente entra na rede da Justiça Eleitoral quando os resultados estão sendo transmitidos para a totalização e depois que 50% dos dados já foram transmitidos, atuamos. Modificamos resultados mesmo quando a totalização está prestes a ser fechada”, explicou Rangel, ao detalhar em linhas gerais como atuava para fraudar resultados.

O depoimento do hacker – disposto a colaborar com as autoridades – foi chocante até para os palestrantes convidados para o seminário, como a Dra. Maria Aparecida Cortiz, advogada que há dez anos representa o PDT no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para assuntos relacionados à urna eletrônica; o professor da Ciência da Computação da Universidade de Brasília, Pedro Antônio Dourado de Rezende, que estuda as fragilidades do voto eletrônico no Brasil, também há mais de dez anos; e o jornalista Osvaldo Maneschy, coordenador e organizador do livro Burla Eletrônica, escrito em 2002 ao término do primeiro seminário independente sobre o sistema eletrônico de votação em uso no país desde 1996.

Rangel, que está vivendo sob proteção policial e já prestou depoimento na Polícia Federal, declarou aos presentes que não atuava sozinho: fazia parte de pequeno grupo que – através de acessos privilegiados à rede de dados da Oi – alterava votações antes que elas fossem oficialmente computadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE)."

Prova cabal

Leiam a notícia abaixo, do Claudio Humberto. Comento na sequência:

"A ministra do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Cármen Lúcia, disse nesta sexta-feira (14) que, por ser mineira, "vê com desconfiança" as declarações feitas pelo empresário Marcos Valério e afirmou que ele só deve receber proteção se houver uma "prova cabal" de que ele corre risco de vida, informa a Folha de SP "Você vai perguntar para uma mineira se vai acreditar em alguma coisa. A minha característica é desconfiar de todo mundo", disse, ao participar de um café da manhã com jornalistas, em seu gabinete no tribunal eleitoral."

Comento: eu também recebo com desconfiança algumas declarações de Marcos Valério. Mas é para isto que existe INVESTIGAÇÃO, não é ministra? Sua fala teria sido perfeita se tivesse dito: "recebo as declarações com desconfiança, é preciso investigar". Afinal, o que está em questão é o patrimônio público, portanto é OBRIGAÇÃO das autoridades promover a investigação. Mas parece que a ilustre ministra se contentou apenas com a "desconfiança", e desprezou a necessidade de investigar. Pelo menos em suas declarações.

Agora, bem ao gosto daqueles que podem ser "implodidos" pelas revelações de Valério, creio que "prova cabal", para a ministra, será o cadáver de Valério no necrotério...

Dilma X Povo

Em pesquisa divulgada hoje a aprovação popular a Dilma segue em ascensão e já supera 78%. Espera-se que até o final do mandato sua aprovação ultrapasse 100%, feito que nem Lula conseguiu (ficou ali pelos 96%...).

Eu desconfio de institutos de pesquisas. Eu desconfio de pesquisas. Eu desconfio de pesquisas que são contratadas por entidades cujos dirigentes possuem interesse no governo. Na verdade, vou além de mera desconfiança, acho que é tudo uma grande sacanagem mesmo.

Mas também desconfio do povo brasileiro. Um leitor do blog Coturno Noturno fez o seguinte raciocínio:

- O povo brasileiro anda que nem sardinha em ônibus lotado e sujo;

- O povo brasileiro se espreme em aeroportos ridículos;

- Cerca de metade da população brasileira não tem sequer acesso a saneamento básico;

- O povo brasileiro morre nas filas de atendimento dos hospitais públicos;

- O povo brasileiro paga juros estratosféricos;

- O povo brasileiro assiste passivamente à destruição do futuro dos seus filhos nas escolas públicas;

- Um apartamento de frente para o mar em Camboriú custa várias vezes o preço de um apartamento de frente para o mar de Miami;

- O povo brasileiro, quando consegue comprar um carro, paga por ele o preço mais caro do mundo;

- O povo brasileiro paga uma das maiores cargas tributárias do mundo, sem nenhum retorno.

Em suma, o povo brasileiro é formado por um bando de otários. Por que não aprovariam figuras como Lula e Dilma?

Do Reinaldo Azevedo

O presidente do PT, Rui Falcão, gravou um de seus vídeos para convocar a militância petista a defender o ex-presidente Lula da sanha dos reacionários, da direita e da “mídia conservadora”. Bem, sabemos quem são, para eles, os “reacionários e os direitistas”, certo? Não é Maluf. Não é Sarney. Não é Collor. Não é Delfim Netto. Não é a Frebraban. Não é a Fiesp. Todos esses são aliados do PT e declararam seu amor a Lula. Onde, afinal, estaria a tal “direita”? Já sei… Vai ver é o Roberto Freire, presidente do PPS, que anda cobrando que se investiguem as denúncias contra Lula.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

"Está tudo sob controle"

No auge da inflação da segunda metade dos anos 80 eu acompanhei meu pai numa reunião que contava com a presença de uma importantíssima figura do PMDB, partido que governava o país à época. Quando o assunto foi inflação a tal figura relatou aos poucos presentes o seguinte: havia acabado de participar de uma reunião em Brasília com as autoridades econòmicas e as lideranças do PMDB e a conclusão da reunião era a seguinte - ninguém tinha a menor ideia do que fazer.

Para consumo público as mesmas autoridades e lideranças declaravam o seguinte: está tudo sob controle, estamos tomando as medidas necessárias.

Lembrei desta história hoje quando li (alguns posts abaixo) que a equipe econômica atual é formada por um triunvirato chefiado por Dilma ... fico imaginando o que conversam a portas fechadas...

Do Claudio Humberto

O empresário Marcos Valério garante que entregou ao Ministério Público Federal provas documentais da acusações que fez ao ex-presidente Lula, em depoimento prestado no dia 23 de setembro último. Operador do mensalão, ele foi condenado a mais de 40 anos pelo Supreo Tribunal Federal. Ele confirmou a entrega dos documentos ao jonal Folha de S. Paulo, em reportagem de Catia Seabra, Andreza Matais e Reynaldo Turollo Jr. Numa breve declaração, queixou-se: "Os procuradores não tocaram nos papéis que deixei lá". Entre os documentos está o registro de depósito dos R$ 98,5 mil usados para pagamento de despesas pessoais do ex-presidente Lula na posse e no primeiro mês de seu primeiro governo. O cheque foi destinado à empresa de segurança Caso, de Freud Godoy, ex-assessor pessoal de Lula. O depósito já havia sido identificado pela CPI dos Correios.

Celso Mello


Leiam a notícia da Veja.com. Comento na sequência:

O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou nesta quinta-feira a internação do decano da corte, o ministro Celso de Mello, e a retirada do caso do mensalão da pauta de julgamento desta quinta-feira. Com febre e gripe, o magistrado faltara à sessão de quarta-feira, o que motivou a retirada de pauta do processo do mensalão.
Com o agravamento do estado de saúde do ministro, ele foi levado ao hospital às 21 horas de quarta. Celso de Mello passa por exames, pois os médicos suspeitam que esteja com pneumonia. A presença do decano é necessária em plenário para desempatar a votação sobre a perda ou não dos mandatos dos deputados federais condenados no mensalão.
Na segunda-feira haverá uma sessão extraordinária para tentar retomar o julgamento, mas a presença de Celso de Mello dependerá do estado de saúde dele. O recesso do Judiciário começa na quinta-feira da próxima semana. Caso os ministros não concluam o julgamento até essa data, terão de retomar a análise do caso em fevereiro, quando o STF voltar aos trabalhos.
 
Comento: na segunda-feira o processo do mensalão estava a 1 voto de ser concluído (do Ministro Celso Mello). O voto poderia ser simplesmente "sim", ou "não", ou seja, não tomaria mais do que 30 segundos. Então o ministro Joaquim Barbosa decidiu encerrar a cessão, sem o voto faltante. Ficou para 4a feira a decisão. Na 4a o ministro Celso Mello ficou gripado, e a questão foi adiada para 5a. Agora, conforme a notícia acima, o caso é mais grave do que se imaginava, de forma que a conclusão do processo pode até ficar para ... fevereiro de 2013.
 
O voto de Celso Mello, creio, já deve estar redigido há muito tempo. Mesmo com gripe, ele continua sendo Ministro do STF. O que o impede de enviar seu voto já escrito, sem a necessidade da sua presenaça física, e encerrar a questão? Mistérios do judiciário...
 
Pode ser que tudo seja uma triste coincidência: a sessão ser subitamente encerrada a 1 voto do fim, a gripe de Celso Mello, depois a pneumonia, a postergação do resultado para 2013, etc. Pode ser.
 
Eu não acredito em coincidências. Para mim o vírus causador desta gripe tem nome: "fiquei morrendo de medo do presidente petista da câmara dos deputados"; ou algum outro vírus da mesma famiglia.
 
Celso Mello dá alguns votos exemplares, inclusive no próprio caso do Mensalão.
 
Mas quem torce pela vitória do estado de direito, e leu o livro O Código da Vida (como eu), que contém uma opinião sobre Celso Mello, fica morrendo de medo... 
 

Tem alguma chance desse arranjo dar certo?

Do Claudio Humberto:

13/12/2012 | 00:00

Ex-ministro na
prática, Mantega
já não decide

Ministro da Fazenda desde o governo Lula, Guido Mantega se mantém no cargo porque aceita se submeter a decisões das quais nem sequer participa. A condução da política econômica é obra de um “triunvirato” formado pelo seu secretário-executivo, Nelson Barbosa, o secretário do Tesouro, Arno Augustin, e a própria presidenta Dilma, que a respeitada revista britânica The Economist classificou de “chefe intrometida”.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
13/12/2012 | 00:00

Só um porta-voz

Guido Mantega apenas é comunicado das decisões do “triunvirato” das quais aceita ser porta-voz. Dilma não o demitiu ainda a pedido de Lula.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
13/12/2012 | 00:00

Mãe Dinah

Desconectado das deliberações do “triunvirato”, Mantega tem arriscado “previsões” sempre desmentidas pelos fatos, lamentam os assessores.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
13/12/2012 | 00:00

Fogueira das vaidades

Mantega se submeteria às humilhações do “triunvirato”, dizem amigos, só para virar em abril o ministro da Fazenda mais longevo da História.
Enviar por e-mailImprimirTwitter
13/12/2012 | 00:00

Mediocridade

O “triunvirato” não é exatamente brilhante. O currículo de Arno Agustin, por exemplo, o qualifica mais como militante de uma facção do PT-RS.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Lula prometeu, Lula cumpriu


Em outubro de 2002 Fernando Collor era um cadáver político. Sarney estava a caminho da irrelevância política. O país parecia, finalmente, estar no rumo para se tornar um lugar decente.

Mas eis que um candidato barbudo lançou: "é preciso mudar" (como o esquerdismo é uma seita universal, anos depois o comuna Obama seria eleito com o slogan "mudança"). Aqui no eleitorado ninguém entendeu exatamente o que deveria mudar, mas, mesmo assim, abraçaram a causa e votaram em peso no candidato barbudo.

De lá para cá fomos descobrindo o que precisava mudar. Entre outras coisas:

- Precisava mudar a máquina pública, que precisava ser aparelhada pelos companheiros;
- Precisava mudar o eleitorado, era necessário formar um grande curral eleitoral nacional. Chamaram o novo curral de "bolsa família";
- Era preciso, aos poucos, mudar a percepção da sociedade sobre corrupção, transformando-a em algo tolerável, feita em benefício do povo;
- E era preciso ressucitar as velhas oligarquias regionais então moribundas.

Lula prometeu, Lula cumpriu, Lula mudou o Brasil.

Sarney e Collor são hoje homens de ponta do regime petista. Sarney já foi até qualificado pelo chefe de "homem incomum" o que, em "lulês", significa estar acima das leis.

Hoje no Congresso Nacional é impossível, por exemplo, convocar uma Rosemary para depor. Mas...:

"O senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) conseguiu a aprovação, no Plenário, do convite ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel e ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, para que prestem esclarecimentos à Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência. Caso compareça, Gurgel será questionado sobre as relações entre o Ministério Público e órgãos de inteligência e FHC sobre doações de Furnas a políticos do PSDB. As propostas de convite são de autoria de Collor e do deputado Jilmar Tatto (PT-SP)."

Choque

De vez em quando procuro no Google o nome de algum amigo de infância/adolescência. Apenas para os casos em que eu lembro do nome e do sobrenome. São pessoas que não vejo desde os 10 ou 12 anos de idade, portanto a última imagem deles que possuo registrada na memória é desta faixa etária.

Geralmente encontro no Facebook (hoje encontrei dois), e levo um choque com o que vejo: meus amigos de outrora carecas ou de cabelo branco, gordos, cheios de filhos.

Provavelmente se vissem a minha foto atual meus amigos também levariam um choque, mas eu não tenho Facebook...

Pensando

Segundo o noticiário o petista condenado João Paulo Cunha pensou em se matar. Felizmente, concluiu que a sua vida é muito importante para o destino da humanidade e desistiu da ideia.

Do meu lado fico pensando o seguinte - se o PT ocupar o poder na forma que pretende, o poder total (estão trabalhando para isto), quantos segundos de pensamento um petista de alto coturno precisará gastar para concluir que os adversários precisam ser encaminhados ao paredão? 1 segundo? 2 segundos?

Quem quiser investir num negócio de futuro recomendo começar a pensar num processo produtivo de tijolos à prova de bala, para serem utilizados na construção de paredões...

De Jefrey Nyquist

De modo resumido, considere a seguinte situação: (1) ao tentar salvar todo mundo nós vamos à falência; (2) deste modo, não podemos sequer salvar a nós próprios; (3) e tudo está perdido. Assim, em uma tentativa utópica de fazer com que tudo acabe bem, tudo deverá acabar mal. Nesta coluna eu já escrevi sobre a lei sociológica da "intenção reversa" e dos "efeitos opostos". Todos lembramos da "guerra para acabar com todas as guerras" (que não acabou), guerra à pobreza, guerra às drogas, etc. Para toda ação governamental há uma reação diametralmente oposta. Sem duvida aprenderemos que a luta do governo contra o aquecimento global coincide com o início da próxima Era do Gelo; também saberemos em breve que os resgates financeiros de 2008 significarão a falência de todos em 2013. Então por que não deveríamos bombardear a Síria e derrubar Assad hoje, mesmo que seja apenas para garantir o surgimento de um regime muito mais perigoso amanhã? Isso é o que o governo faz no final das contas.

Você pode perguntar novamente sobre as armas químicas de Assad. Deus nos livre de alguém usar aquelas armas contra os civis; mas armas químicas não foram feitas para ser usada contra os civis. Levada pela artilharia ou por mísseis, as ogivas químicas são mais eficazes quando usadas em soldados em um campo aberto do que contra civis em uma cidade. Como logo fica evidente, os civis poderiam se esconder em abrigos e porões onde o agente químico não conseguiria, na maioria dos casos, penetrar eficientemente. É evidente que as armas químicas foram feitas para uso no campo de batalha e não para cidades.

Ainda assim, falar em guerra química é levantar um tópico que evoca fortes reações que deixam os políticos ocidentais alarmados ao ponto deles trazerem a tona suas preocupações humanitárias. Ironicamente são essas preocupações humanitárias que levaram os EUA e/ou a OTAN a ameaçar atacar a Síria, o que por outro lado provoca a reação da Rússia, que é aliada da Síria. Assim perguntamos: até onde os Estados Unidos pretende ir? A maior razão pela qual não demos início à Terceira Guerra Mundial contra a Rússia durante a Guerra Fria foi pela simples razão de que destruir o mundo não era um modo bom de salvá-lo. E agora que a América tem mísseis inferiores aos dos russos nós estamos subitamente prontos a levar a cabo um confronto com a Rússia no leste do Mediterrâneo?

Enquanto a Rússia e a China continuam a reforçar seus respectivos arsenais militares, o Ocidente continua a diminuir o seu. Não é somente os Estados Unidos que estão cortando os custos militares. Conforme noticiou a NBC News no último mês de outubro, "
Cortes orçamentários na defesa dos países do ocidente podem ser irrefreáveis". Mas está tudo bem, certo? Como nos disseram, os gastos militares dos EUA faz com que "o resto do mundo seja um anão". Essas cifras são certamente distorcidas, pois a China não conta todas suas armas ou dá o número certo de soldados que tem, tampouco a Rússia. Deste modo nós parecemos tão devassos quando se trata em gastos militares, que o Pentágono acaba por ser o maior provedor do bem-estar. Nossos soldados e marinheiros são bem melhor remunerados que os soldados e marinheiros dos outros países; considerando apenas seus pacotes de benefícios!

É uma situação difícil para se estar. Nos aproximamos de um penhasco fiscal. Queremos dar dinheiro e prover salvação para todos. Mas no fim não vamos sequer salvar nós mesmos. Parece não haver qualquer passagem ou abertura pela qual podemos escapar das consequências da nossa decadência. Como Gustave Le Bon explicou há mais de 100 anos que "(Uma pessoa de inteligência superior sabe) que aquelas nações que estão à beira do abismo continuarão em frente até cair. Essa pessoa sabe que as instituições não podem ser modificadas pela vontade dos legisladores; e vendo que os socialistas desejam avidamente derrubar as instituições as quais nossas civilizações se apoiam, ele pode prontamente predizer a catástrofe que se seguirá após tais eventos”.

Juíz bom é...

Leiam a nota de Claudio Humberto. Comento em seguida.

12/12/2012 | 00:00

‘Jênio’

Pergunta ontem no Twitter do deputado dr. Rosinha (PT-PR): “Como um juiz, sem receber um voto, se arroga o direito de cassar quem recebeu 100, 200 mil, um milhão de votos?” Não falava em futebol

Comento: para o PT juíz bom é juíz que cassa mandato de político da oposicinha. Por exemplo, juízes já cassaram (rapidinho) o mandato de governadores que pertenciam à oposicinha, e entregaram os mandatos a políticos que pertencem à base alugada. Nesses casos não se viu nenhum petista reclamando...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

"Preconceito"

A história da civilização foi escrita sobre elogios e críticas. Foi através de críticas que gerações e gerações puderam corrigir rumos e se aprimorar. Isto durou até ... o pensamento esquerdista conseguir tomar conta da cultura, da imprensa e das instituições. A partir daí crítica passou a ser chamada de "preconceito". A crítica só é válida quando em linha com o pensamento esquerdista. Por exemplo, criticar político tucano pode.

Presos por esta camisa de força esquerdista, e sem querermos ser percebidos como "preonceituosos", nos calamos e vamos apenas contemplando situações, costumes, comportamentos dos quais discordamos, sem podermos abrir a boca para dizer nada que não seja elogio ou concordância.

E porque uma sociedade sem crítica interessa ao esquerdismo? Porque uma sociedade sem crítica tende a engatar marcha ré no processo civilizatório, ou seja, passa a percorrer o caminho de volta para  a barbárie, e os regimes de esquerda são exatamente isto: barbárie, zoológico de gente.

Mas vou aqui exercer o meu "preconceito" contra a nova classe C.

Hoje em dia tudo é para a classe C: a imprensa é para a classe C, as escolas/universidades são para a classe C, a maioria dos produtos culturais são para a classe C, a propaganda é para a classe C, a política é para a classe C, etc. Compreendo, parece que pelas estatísticas a classe C é a maior, logo é muito mais fácil esta gente toda mirar onde está o maior número de alvos. É como a imprensa esportiva, que vive de puxar o saco do Corinthians (a maior torcida).

E nós temos que achar lindo tudo o que a classe C faz. Ai de quem discordar, será imediatamente qualificado de "preconceituoso".

Considerando-se que o C está no meio entre o A e o F e o meio, o mediano, é sempre medíocre, nos transformamos nisto, numa sociedade de medíocres. Tudo é feito para o mediano.

Houve um tempo em que, entre os mais pobres, havia respeito pelo conhecimento, e vontade de subir na vida não só para viver melhor, mas também para saber mais. Ou os leitores não lembram disso? Era um tempo, por exemplo, em que passar num vestibular exigia muito estudo e sacrifício, mas a aprovação era saudada por todo o meio familiar como uma grande conquista. Todos reconheciam o valor do esforço.

E hoje?

Hoje, no país classe C, o sujeito que consegue comprar uma TV em 24 prestações nas Casas Bahia ou um Gol em 60 prestações na concessionária está convencido de que atingiu o ápice da existência humana. Não há mais nada a melhorar, progredir, aperfeiçoar. E toda a programação televisiva, por exemplo, confirma isto, caso o sujeito ainda tivésse alguma dúvida - ele é "o cara".

E a partir daí basta o sujeito ir levando sua vidinha (melhorar o que?), desfilando pelas ruas com sua camiseta, sua bermuda, seu chinelo, seu pé sujo ("preconceituoso!", gritarão) e seu peito estufado, todo orgulhoso da sua ignorância. Como, aliás, se comportava um certo presidente.

E uma sociedade assim é uma sociedade sem perspectiva de futuro. Pelo menos sem perspectiva de um futuro melhor.

Da Tribuna da Imprensa

Tribuna da Imprensa , 10/12/2012
O Diretório Nacional do PT, presidido pelo deputado Rui Falcão, manifestou apoio às medidas adotadas pelo governo da Argentina de limitar as concessões dos veículos de comunicação no país. Em nota, o partido elogia a chamada Lei de Meios e ressaltou que a nova lei contribui para “ampliar a liberdade de expressão e aprofundar as transformações democráticas” .

Adeus celular na mão do pobre

Do Claudio Humberto: 
11/12/2012 | 00:00

Governo usa
‘dívida’ para tentar
reestatizar teles

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que deveria regular o mercado e não regula coisa alguma, resolveu se transformar em agência arrecadadora, criando uma suposta dívida de R$ 25 bilhões das empresas de telefonia, que, segundo especialistas do setor, faria parte de uma estratégia do governo para reestatizar o setor. A idéia seria forçar a inviabilização das empresas para o governo reassumi-las.

Capitalismo Brasileiro

Mais ou menos em linha com o que escreve Rodrigo Constantino, abaixo, no "capsocialismo" praticado no Brasil empresário bom é empresário que vive em Brasília, dando tapinha nas costas de petistas, declarando voto em petistas, de pires na mão, implorando incentivos estatais, pendurado nas tetas do BNDES.

Já empresário que toca o seu negócio sem se declarar petista nem viver mamando um dinheiro público arecadado dos impostos pagos, também, pelos miseráveis, coitado - na visão "oficial" não passa de um crápula capitalista sanguinário, e contra ele se voltará toda a burocracia do estado, na plenitude do seu poder paralisante.

Do Rodrigo Constantino

Oscar Niemeyer era quase uma unanimidade. A reação à sua morte comprova isso. Mas será que tanta reverência se deve somente às suas qualidades artísticas? Muitos consideram que Niemeyer foi um gênio. Não sou da área, não me cabe julgar. Ainda assim, não creio que tanta idolatria seja fruto apenas de suas curvas.

Tenho dificuldade de entender por que o responsável pelo caríssimo projeto da construção de Brasília, o oásis dos políticos corruptos afastados do escrutínio popular, mereceria um prêmio em vez de um castigo. Por acaso as pirâmides do Faraó eram boas para o povo? Mas divago.

Eis a questão: por que Niemeyer foi praticamente canonizado? Minha tese é que ele representava o ícone perfeito da CHEC (Comunistas Hipócritas da Esquerda Caviar). No Brasil, você pode ser podre de rico, viver no maior conforto de frente para o mar, mamar nas tetas do governo, desde que adote a retórica socialista.

Falar em “justiça social” enquanto enche o bolso de dinheiro público, isso merece aplausos por aqui. Já o empresário que defende o capitalismo, produz bens demandados pelo povo e não depende do governo é visto como o vilão. Os discursos sensacionalistas valem mais do que as ações concretas. Imagem é tudo!

As curvas traçadas pelo “poeta do concreto”, que considerava o dinheiro algo “sórdido”, custavam caro. Quase sempre eram pagas pelos nossos impostos. Foram dezenas de milhões de reais só do governo federal. Muito adequado o velório ter sido no Palácio do Planalto, o maior cliente do arquiteto. Licitação e concorrência? Isso é coisa de liberal chato.

Niemeyer virou um ícone contra o excesso de razão nas construções, mas acabou com extrema escassez de razão em suas ideias políticas. Sempre esteve do lado errado, alimentado por um antiamericanismo patológico. Defendeu os terroristas das Farc, os invasores do MST e o execrável regime comunista, mesmo depois de cem milhões de vidas inocentes sacrificadas no altar dessa ideologia.

Ele admirava os tiranos assassinos Fidel Castro e Stalin, e chegou a justificar seus fuzilamentos. Até o fim de sua longa vida, usou sua fama para disseminar essa utopia perversa, envenenando a cabeça de jovens enquanto desfrutava do conforto capitalista.

No meu Aurélio, há uma palavra boa para definir pessoas assim, que curiosamente vem antes de “craque” e depois de “crânio”. Talvez Niemeyer fosse as três coisas ao mesmo tempo.

Roberto Campos certa vez disse: “No meu dicionário, ‘socialista’ é o cara que alardeia intenções e dispensa resultados, adora ser generoso com o dinheiro alheio, e prega igualdade social, mas se considera mais igual que os outros.” Bingo!

Lula sabia

Segundo declarações de Marcos Valério ao PGR Lula não só sabia do Mensalão, como participava ativamente do esquema.

Oh, uh, nunca me passou pela cabeça que um santo como Lula pudesse estar envolvido no esquema...

Façam-me o favor, até a grama do Palácio da Alvorada já sabia o que só agora revela Marcos Valério. Infelizmente as revelações de Valério, feitas agora num momento de desespero, valem quase nada se não vierem acompanhadas de evidências documentais.

Uma coisa me chama a atenção das revelações de Valério: o esquema teria pago R$6 milhões para calar a boca de um sujeito que ameaçava abrir o bico sobre a morte de Celso Daniel. Não entendi. 7 ou 8 pessoas ligadas ao caso foram assassinadas justamente para que não pudessem abrir seus bicos. Por que este em especial mereceu da cúpula um destino diferente dos demais?

Mas, concluindo, as declarações de Valério, desprovidas de documentos, valem quase nada. Contudo, se ele possuir evidências documentais será nitroglicerina pura. A Lula só restará correr para os braços de FHC para pedir que o PSDB atuem em bloco para pôr panos quentes em tudo. FHC com certeza não negará mais um  favor ao amigo...

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Não entendi nada

Leiam o texto da Veja.com. Comento na sequência:

"A presidente Dilma Rousseff está em Paris nesta segunda-feira para cumprir uma agenda de quadro dias um tanto peculiar. Avessa a eventos políticos internacionais e visitas fora do Brasil, a presidente decidiu fazer sua segunda viagem à Europa em pouco mais de 15 dias para tentar convencer o presidente francês, François Hollande, a se posicionar de maneira mais contundente contra a política de austeridade fiscal defendida pela Alemanha.

A investida indireta de Dilma contra a política da chanceler alemã Angela Merkel ocorre dias depois de a presidente se irritar com a revista britânica The Economist por sua sugestão de mudanças na equipe econômica do país – a começar pela demissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega. A proposta causou a fúria da presidente, que chegou a dizer que o governo jamais seria influenciado por uma revista estrangeira.

Em Paris, segundo reportagem do jornal Le Monde, Dilma tentará uma aproximação mais estreita com Hollande para estruturar políticas econômicas para a Europa que sejam, ao mesmo tempo, menos recessivas e mais direcionadas ao crescimento. Segundo o diário, Paris e Brasília têm bons argumentos para buscar um caminho diferente do que vem sendo aplicado no continente, com foco em ajustes de gastos e sem estímulo à expansão do Produto Interno Bruto (PIB) da união monetária. "Não é de hoje que François Hollande e Dilma Rousseff estão afinados quando se trata de questões econômicas. Além disso, ambos também compartilham um estilo diplomático mais suave do que seus antecessores, Nicolas Sarkozy e Luiz Inácio Lula da Silva", escreve o jornal."

Comento:

Dilma conseguiu falir a única atividade empresarial que teve na vida, que foi uma loja de 1,99 em Porto Alegre. Isto a capacita a virar conselheira econômica da Europa?

Há dois anos no poder no Brasil, Dilma está produzindo a destruição da economia do país, com índices de crescimento abaixo do medíocre, índices que vão cobrar a conta logo ali quanto a fatura da gastança começar a chegar. Isto a capacita a virar conselheira econômica da Europa?

Aliás, quem na Europa pediu o palpite de Dilma em questões econômicas? Não foi a própria Dilma que declarou que não aceita críticas de estrangeiros após a última reportagem da The Economist?

Por fim, as viagens de Dilma são pagas pelos impostos, que são pagos por ricos e por miseráveis. Por que o dinheiro dos impostos precisa ser gasto para Dilma dar palpite furado na Europa?

Privatizações

O governo do PT é contra as privatizações, embora o PT tenha privatizado o estado nacional entre os companheiros, como nunca antes na história deste país.

Os artistas da Globo são contra as privatizações, embora como o dinheiro que ganham nunca precisem usar serviços públicos.

Os funcionários das estatais são contra as privatizações, mesmo que as empresas privatizadas cresçam muito mais e gerem muito mais oportunidades de emprego.

Os blogueiros que vivem de puxar o saco do PT na internet são contra a privatização. Neste caso, compreende-se, afinal é o dinheiro do patrocínio das estatais que mantém os seus blogs no ar.

Até o pobre, que sofre nas repartições públicas porque precisa, se questionado, dirá que é contra as privatizações, afinal ele nem sabe o que é privatização, mas viu na TV que o certo é ser contra.

Desde a semana passada eu tenho uma missão - pagar uma conta de hospital. O hospital só possui conta no Banco do Brasil. E o depósito só pode ser feito no caixa, porque precisa ser identificado. Parece ser uma missão simples. Mas um detalhe a transforma em missão impossível - Banco do Brasil.

Para sermos atendidos no banco (fazer um simples depósito) é necessário pegar senha. Dezenas, ou centenas, de pessoas com senhas aguardam na sua frente. O atendimento acontece em ritmo de fazer inveja a tartaruga. E a todo o momento (mesmo) chegam pessoas com mais de 65 anos, grávidas ou com criança de colo, e a fila não anda.

Tentei na semana passada, tentei hoje em outra agência, e desisti. Agora vou pagar um motoboy para ir direto ao hospital, efetuar o pagamento na tesouraria.

A situação é surrealista. Tanto a morosidade da repartição pública Banco do Brasil quanto  a passividade da multidão de palhaços (porque pagam impostos) que aguarda ser atendida.

O governo é sempre tão preocupado com nossa vida: não podemos fumar, não podemos dirigir sem cintos, não podemos comer biscoito.

Pois bem, o tempo que os palhaços (porque pagam impostos) perdem nas filas do Banco do Brasil (e de todas as outras repartições) é tempo de vida que está indo embora, tempo inútil, tempo morto, tempo improdutivo num país que precisa desesperadamente de crescimento.

Mas para o PT, para os artistas da Globo, para os blogueiros estatizados e até para o sujeito da fila está tudo certo.

sábado, 8 de dezembro de 2012

Deformação moral

A deformação moral de um Niemeyer é tão profunda que o sujeito consegue ser milionário e comunista militante ao mesmo tempo, sem sequer perceber que há algo de errado nesta dualidade.

Via de regra esta mesma deformação moral se estende a todos os chefões comunistas. Ou alguém já viu chefão comunista pobre?

Alguém já viu Fidel Castro na fila do racionamento de alimentos em Cuba? Milhões morreram de fome na União Soviética de Stalin e na China de Mao. Mas alguém viu alguma destas duas figuras magra?

O comunismo é o ápice do faça o que eu digo, não faça o que eu faço. É uma patologia psiquiátrica, ou mera safadeza de meia dúzia de espertalhões para se dar bem em cima da generalidade de otários.

Do Reinaldo Azevedo II

Um pedido aos petistas
Peço aos companheiros que façam a lista da imprensa que consideram confiável. É muita sacanagem com o jornalismo adesista, que faz um esforço danado para puxar o saco do PT, ficar fazendo essa acusação genérica. Vejam, por exemplo, o caso de Ideli Salvatti. A mulher, com aquela retórica bailarina de sempre, confessou ontem que Dilma "nunca saiu do palanque" e que o tal plano elétrico é mesmo eleitoreiro e tem como alvo atingir a oposição. Não obstante, a sua fala praticamente sumiu da edição dos jornais, não vai para as rádios e ficará longe da TV.

Eu insisto: a acusação genérica que os petistas contra a imprensa é injusta com quem está de joelhos e injusta com quem está de pé. Pô, a coisa chegou a tal ponto que aprendi nestes dois dias que até o comunismo é uma das expressões da generosidade humana. Isso tem de ser valorizado pelos companheiros, né?

Do Reinaldo Azevedo I

Vamos ver. Se a questão fosse voltar ao regime de 1964, seria o caso de lembrar que um dos entusiastas do AI-5, Delfim Netto, é hoje um lulista roxo. Figura de escol da ditadura, como se dizia naquele tempo, é Paulo Maluf, que se juntou aos petistas na cidade de São Paulo para cantar "Lula lá". Fernando Haddad, o prefeito eleito, já anunciou que uma parte da Prefeitura ficará sob os cuidados daquele condenado a devolver US$ 22 milhões aos… cofres na Prefeitura!!! José Sarney, ex-presidente do PDS e homem que comandou o partido na resistência à emenda das diretas, tornou-se, sob o petismo, vice-rei do Brasil.

O PSDB, demonizado no encontro – eu gostaria de saber por quê… O partido andou fazendo oposição, e eu nem percebi? Não incluo o senador Álvaro Dias (PR) na ironia, deixo claro. Ora, se o PT quer voltar àquela divisão antiga, resta evidente que o que se chamou impropriamente de "direita" no Brasil está com o… petismo! O PSDB, em muitos aspectos, está à esquerda dos companheiros.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Sindicalistas

Tem que ser muito safado para aceitar ser sindicalista. Um dos talentos necessários para a função é saber mentir compulsivamente. Alguns ficam tão bons nisto que chegam até a cargos bem mais altos...

Agora pela manhã há um protesto sindical em frente a uma agência do Santander que fica bem em frente ao meu escritório. Uma das coisas que o sindicalista berra sem parar é: "este banco Espanhol ganhou de presente um banco público brasileiro".

Refere-se ao Banespa. Se lembrarmos o que aconteceu à época da privatização do Banespa, veremos que o Santander ofereceu (e pagou) pelo banco um valor tão acima da média que o mercado estava disposto a pagar, que ninguém no mercado financeiro entendeu qual era a sua estratégia. Diversas fontes ouvidas à época caracterizaram de "insana" a oferta do Santander.

Outra coisa que o sindicalista berra é que na Espanha o Santander não demite ninguém porque é proibido por lei de demitir. Bem, se for verdade ajuda a explicar porque a economia Espanhola está mais podre do que um ovo exposto ao sol por 10 anos...

A revista The Economist qualificou a economia brasileira como "moribunda" em sua última edição. Modestamente, é a mesma visão que eu tenho a partir da minha posição de consultor que assessora cerca de 100 empresas. Na linha de frente do pelotão de fuzilamento da economia brasileira estão o governo federal e os sindicatos.

Do Leonardo Bruno

Durante os dois mandatos presidenciais de FHC, a propaganda petista inventou uma denominação pejorativa para criticar as privatizações da telefonia, das fornecedoras de energia, das siderúrgicas e outras empresas estatais: a privataria. Foi disseminada a falsa idéia de que privatizar empresas estatais ou terceirizar serviços públicos seria uma espécie de crime de lesa-pátria contra o Estado e a comunidade. Tal ideia, propagada por parte da mídia e pelos formadores de cultura, como universidades e escolas, acabou impregnando a mente da população.

Contudo, existe um outro tipo de privatização que é inimigo do poder público. Não é o ônus da iniciativa privada em assumir funções públicas e atos eficientes, em favor da comunidade. É justamente o contrário, a usurpação descarada do bem público, quando o Estado é usado como bem privado, aos caprichos de partidos, camarilhas, quadrilhas e grupos de poder. Neste aspecto, como nenhum outro partido, o PT conseguiu instalar uma verdadeira “privataria”, no sentido mais corrupto e ilegal do termo. Estatais, ministérios, cargos públicos, tudo virou propriedade do PT. Os bandoleiros socialistas transformaram a corrupção endêmica num direito adquirido.

Carlos Chagas


Ser de esquerda é a senha de sucesso. Não só no Brasil, no mundo. O esquerdismo é uma espécie de grande maçonaria, que garante o sucesso para os seus. Os sucessos podem vir na forma de Oscars, elogios de "autoridades" acadêmicas, prêmio Nobel, etc.

Imaginem se Lula fosse de direita. Não passaria, aos olhos do mundo, de um metalúrgico semianalfabeto. Como é de esquerda este mesmo mundo o trata como gênio, e Lula coleciona títulos de Doutor Honoris Causa como nunca antes na história deste mundo.

Desta forma, ser esquerdista é quase uma garantia de sucesso. Em qualquer área. Um esquerdista tem que ser muito ruim naquilo que faz para conseguir se dar mal. Um exemplo é o jornalita Carlos Chagas. Sua carreira é declinante, e cada vez se torna mais irrelevante, mesmo sendo um ardoroso comunista de piscina.

Numa coluna de hoje ele escreve o seguinte parágrafo sobre Nyemeier:

 "Jamais escondeu sua ideologia. Viveu e morreu comunista, ainda que reservasse para os amigos íntimos suas críticas ao que aconteceu na Rússia e no mundo. Por conta da fidelidade ao credo vermelho, teve sua obra ímpar na arquitetura mundial contestada durante o regime militar. Tentaram denegrir suas curvas e seus monumentos, alegando que não aproveitava o que Brasília tinha de mais característico, a luminosidade."

Como assim seu Chagas? Viveu e morreu comunista? Não seiria mais apropriado dizer que viveu e morreu multimilionário? Acumulando uma fabulosa riqueza às custas dos cofres públicos de diversos países do mundo, enquanto a miséria à sua volta não parava de crescer? Assim até eu gostaria de "viver e morrer como um comunista"...

Seu Chagas, o senhor é cego ou é burro mesmo?


quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Comentário

Um comentário perfeito sobre Nyemeier, de um leitor do Reinaldo Azevedo:

mauro

06/12/2012 às 13:00

Ele conseguiu sintetizar o comunismo numa construcao de concreto: bonito por fora, inabitavel por dentro.

Nyemeier

Nos quatro anos de vida deste blog Oscar Nyemeier (é assim que se escreve?) foi presença constante em meus textos. Sempre na companhia de Chico Buarque e Luiz Fernando Veríssimo.

Este trio representa o suprassumo do meu desprezo. Comunistas militantes, admiradores de tiranias, defensores de homicidas, ganham milhões e curtem a vida com tudo de bom que SÓ o capitalismo permite. JAMAIS passou pelas suas cabeças a possibilidade de colocarem em prática o que pregam e dividirem suas fortunas com quem precisa.

O nome para quem prega uma coisa e pratica outra? Canalha.

O caso de Nyemeier era pior ainda, pois sua monumental fortuna foi acumulada ao longo de décadas fazendo projetos para governos. O dinheiro que pagava seus projetos milionários saía dos impostos pagos pelos ricos e pelos miseráveis. Desta forma, o comunista Nyemeier praticava uma espécie de comunismo ao contrário - recebia dos pobres a concetrava toda a riqueza nele mesmo.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Obsoletos

O governo petista cria uma cama de gato que obriga os governos estaduais de partidos de oposição a se colocarem no papel de "adversários da redução da tarifa de energia".

A imprensa é petista.

O governo e a imprensa petista amplificam a violência de São Paulo, representando para a população que o estado mais seguro da federação é um caos no que se refere a segurança pública. Atinge o governo tucano.

Tudo isto e muito mais é verdade, e é deplorável.

Contudo, o jogo político eleitoral atual é assim: governo petista e imprensa petista, unidos, mentem, fraudam, criam situações fictícias, tudo com o objetivo de apear os governadores oposicionistas de seus cargos nas próximas elieções.

Se os governadores oposicionistas não possuem inteligência para identificarem esta estratégia, para saírem das cordas, para desmascararem o PT e a imprensa e para virarem o feitiço contra o feiticeiro, lamento, mas estão obsoletos para a moderna política brasileira. E o PT tomará conta de tudo.

Como é bom ser mensaleiro

Leio na Veja.com que o ministro Marco Aurélio apresentou proposta para reduzir as penas dos réus do Mensalão para 1/4. Se a tese de Marco Aurélio vingar a pena de Marcos Valério, por exemplo, cairá de 40 para 10 anos, o que significará no máximo uns 2 anos de cadeia.

Incrível como o ministro Marco Aurélio é fascinado por criminosos. E não é de hoje. Nunca me esqueço que em 1999 foi ele quem concedeu a liminar que permitiu a Salvatore Cacciola sair da cadeia e fugir para a Itália.

Creio que estejam nas cadeias Brasileiras centenas ou até milhares de pessoas que não cometeram crime nenhum. Ou cujas penas já expiraram. Estão lá simplesmente porque "o sistema" esqueceu dêles. E porque não têm dinheiro para pagar bons advogados.

Ah, mas como é bom ser um mensaleiro, um criminoso de luxo. Neste caso os réus não precisam nem se preocupar. Os próprios ministros do STF se colocam como advogados de defesa.

Quase todos acreditávamos que os réus do mensalão não seriam nem condenados. A decisão do STF, até agora, nos surpreendeu. Contudo, é bem possível que os ministros do STF nada mais tenham feito do que produzir uma cortina de fumaça para os otários pagadores de impostos: conderam os réus mas vão trablhar nas penas para que ninguém passe 1 dia sequer atrás das grades.

Energia

Nosso governo aceita aumentos não previstos em contrato para a energia adquirida do Paraguai e o gás adquirido da Bolívia. Compreende-se, os companheiros socialistas que governam (governavam, no caso do Paraguai) estes países precisavam de mais dinheiro para se perpetuarem no poder.

Nosso governo mantém a elevadíssima carga tributária incidente sobre energia, um dos produtos mais tributados do país.

Contudo, nosso governo resolve fazer proselitismo às custas da rentabilidade dos acionistas das empresas de energia e pretende, numa canetada, reduzir o preço do produto, passando por cima de contratos.

O nome disso? Socialismo.

Não é à toa que José Dirceu declarou em 2010 que com Dilma o PT finalmente chegaria ao poder. Chegou.

Gostaria de ver o governo mandando reduzir a margem de lucro da Globo ou da Falha de São Paulo. Mas não, estas são, por ora ao menos, aliadas necessárias no caminho para a implantação do socialismo. E suas margens de lucro só crescem com propaganda estatal.

Do Augusto Nunes

Nenhum instrumento de limpeza é tão gentil com monturos quanto a vassoura de Dilma Rousseff. É o que informam as anotações na folha corrida da faxineira de araque, resumidas no post republicado na seção Vale Reprise. A ministra de Lula conviveu sem quaisquer vestígios de desconforto com o lixo acumulado pelo chefe supremo desde o dia da posse. Promovida a chefe da Casa Civil em 2005, fez o que pôde para piorar que já era insuportável.

Com o dossiê forjado contra Fernando Henrique e Ruth Cardoso, Dilma produziu mais lixo. Com a conversa em que tentou induzir Lina Vieira a indultar a Famiglia Sarney, escondeu lixo. E ampliou extraordinariamente a imensidão de lixo ao transformar em sucessora a melhor amiga Erenice Guerra.

Apesar das evidências de que a faxineira do Planalto não sabe viver sem lixo por perto, comunicou à nação no discurso de posse, sem ficar ruborizada, que combateria “permanentemente” a corrupção.
Jamais combateu o que rebatizou de “malfeitos”, berram os episódios que resultaram no afastamento de oito ministros metidos em maracutaias de bom tamanho. Nem pretende combater, grita o silêncio da presidente sobre o escândalo da hora. A mudez malandra confirma que a chefe de governo resolveu reprisar o filme exibido há dois anos em situações semelhantes.

No enredo cafajeste, vilões nunca são localizados pelos serviços de inteligência ou órgãos de controle do governo. Só entram em cena depois de tropeçarem em investigações da Polícia Federal ou denúncias divulgadas pela imprensa. Confrontada com provas contundentes, ainda assim Dilma tenta manter no emprego os meliantes.

Por enquanto, só teve êxito com Fernando Pimentel. Para não perder a companhia do amigo instalado no Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Dilma afastou os integrantes do Conselho de Ética da Presidência que acreditaram que estavam lá para agir eticamente, e insistiram em enquadrar o afilhado fora-da-lei.

Os outros continuariam longe da planície se a faxineira que odeia vassoura conseguisse resistir às verdades noticiadas pela imprensa e à indignação da opinião pública. Perderam o emprego na última cena, mas escaparam do final infeliz. Até hoje, nenhum gatuno foi demitido nem teve de devolver o produto do roubo. Todos foram ‘exonerados a pedido’ e poupados do embarque na traseira do camburão. e investigações posteriores. Gastam em liberdade o dinheiro que tungaram