Pesquisar este blog

domingo, 30 de junho de 2013

Hipócrita

"Eu, que estou com 62 anos, se ficar uma semana sem jantar bem, sem tomar um vinho, morro. ... Eu sou mineiro, comida  para mim é fundamental."

José Dirceu, na página 304 de Dirceu, A Biografia, de Otávio Cabral.

Comento: canalha e hipócrita. Dirceu trabalhou e trabalha a vida inteira pela implantação do comunismo, o regime que priva as pessoas do direito de comer, e que produziu as maiores epidemias de fome da história da humanidade. Vinho, então, as vítimas do comunismo não conhecem nem de ouvir falar. Canalha e hipócrita.

sábado, 29 de junho de 2013

Dilma comunista

Desde que começaram as manifestações, Dilma não recebeu no palácio nenhum cidadão indignado. Recebeu apenas jovens destrambelhados, integrantes de movimentos comunistas revolucionários. Na cabeça doentia de Dilma, destrambelhados comunistas representam o povo brasileiro.

Dilma 199

Dilma faliu uma loja de 1,99. Dilma vai arrebentar um país de 199 milhões de habitantes.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Ativismo progressista invade a Veja

Os três parágrafos abaixo foram extraídos de uma "notícia" que está na Veja.com:

"O registro dos casos de violência por homofobia atendidos na rede pública de saúde será obrigatório. A estratégia será posta em prática em agosto em Goiás, Minas e Rio Grande do Sul e, em janeiro, passará a valer em todo o país, de acordo com o Ministério da Saúde. A medida foi anunciada após a divulgação do Relatório sobre Violência Homofóbica, que mostra que o número de vítimas por esse tipo de agressão triplicou no ano passado, de 2011 para 2012.

Em 2012, as denúncias mais comuns foram, pela ordem: violência psicológica, discriminação e violência física. Ao contrário do que aconteceu em 2011, quando a maior parte das denúncias (41,9%) partiu das próprias vítimas, no ano passado, em mais de 71% dos casos, os denunciantes sequer conheciam as pessoas agredidas.

Pessoas do sexo masculino, entre 15 e 29 anos (61,6%), são as que mais sofreram alguma forma de violência homofóbica, segundo o relatório, e 60% dos homens agredidos se declararam gays. O relatório não discriminou o sexo dos agressores, mas mais da metade deles conhecia a vítima. "

Comento:

Justiça seja feita, a "notícia" não é originária da Veja mas, sim, do Estadão. A Veja.com apenas transcreveu. O Estadão, assim como George Soros, se transformou em irradiador de progressismo.

Eu sublinhei algumas partes para fazer alguns questionamentos:

- No primeiro parágrafo há a informação de que o número de vítimas de agressão por homofobia triplicou na comparação de 2012 com 2011. Lendo o texto, contudo, fica claro que o que triplicou foi, na verdade, o número de denúncias de agressão por homofobia. Pode ser que o número de casos de agressão por homofobia (que é desconhecido) tenha diminuuído, permanecido estável, ou até crescido, mas não há nenhum dado para afirmar, como afirma, que o número de casos/vítimas triplicou. O número de denúncias, sim, triplicou.

- Se em mais de 71% dos casos os denunciantes sequer conheciam as vítimas, como dispunham de tanta informação sobre o caso para concluir que eram agressões por homofobia?

- Se, segundo o relatório, 60% dos homens agredidos se declaram homossexuais presume-se que os restantes 40% são ... heterossexuais. Se são heterossexuais, como podem ser vítimas de homofobia?

- Se mais da metade dos agressores conhecia a vítima, não é possível que as agressões não sejam por homofobia mas, sim, por desentendimentos familiares, dívidas, brigas de vizinhos, etc? Como os 71% de denunciantes, que nem conheciam as vítimas, concluíaram que era agressão por homofobia?


Governo safado

A nota é do Claudio Humberto:

O primeiro item da agenda da presidenta Dilma Rousseff, nesta sexta-feira, foi um encontro com um grupo de supostos "representantes" das manifestações que ocorrem em todo o País. O grupo é formado por jovens militantes do PT e do PCdoB, partidos que integram a base de apoio ao governo federal, ligados a entidades que têm tentado inutilmente assumir a liderança dos protestos. Exibindo a perplexidade que se vê nos rostos do governo, os ativistas representaram entidades como CUT e MST, que são controlados pelo PT, e UNE (União Nacional dos Estudantes), aparelhada pelo PCdoB, que não apenas não estiveram na origem do movimento, como têm sido até expulsos de manifestações das quais tentam tirar proveito político. A UNE, por exemplo, só deu as caras nas ruas nesta quinta-feira (27), quando reuniu em Brasília cerca de quinhentos pessoas, a maioria adolescentes arregimentados pela Ubes (de estudantes secundaristas igualmente aparelhada pelo PCdoB), após doze anos de omissão, mediante generosas contribuições do governo Lula, com dinheiro público, aos cofres da entidade.

Do Olavo de Carvalho

Nunca houve nem nunca haverá um comunista bem intencionado, pela simples razão de que o comunismo nega, na base, todo princípio moral e o substitui por uma nova “ética” em que não há outro Bem Supremo acima dos interesses da Revolução, nem outra obrigação moral superior à de fazer crescer, por todos os meios, o poder do Partido.
Todo comunista, sem exceção, é um canalha e um manipulador, pronto a elevar-se ao estatuto de assassino e genocida tão logo, inchado de orgulho, seja convocado a isso pelo clero revolucionário. Ninguém jamais se tornou comunista por amor aos pobres, por idealismo humanitário ou por qualquer outro motivo elevado. Todos entraram nisso movidos pelo desejo de enobrecer-se e beatificar-se pela prática do mal transfigurada em virtude partidária. O comunismo não explora os sentimentos mais altos, e sim o mais baixo de todos, que é o desejo de inverter o senso moral para que cada um se sinta tanto mais santo quanto mais se emporcalhe na mendacidade e no crime.

Do Aluizio Amorim

O PT, é bom que se frise, é um partido revolucionário de viés comunista e que postula transformar o Brasil numa República Socialista. Quando um petista fala em democracia não se refere ao conceito consagrado pela filosofia política. E a prova do que estou afirmando está acontecendo nesses dias, quando o PT tenta criar, nas sombras do poder, as condições para emular o chavismo que castiga a Venezuela com uma ditadura comunista corrupta e assassina.

Ditadura petista

Dilma, nas cordas e com popularidade em queda, aproveitou a onda de manifestações e tirou da cartola a tal reforma política. Detalhe: nenhuma das manifestações de rua pediu reforma política.

Dilma, então, ignorou todos os pedidos das ruas (CPI dos estádios, fim da corrupção, melhor saúde, melhor educação, melhor transporte), e focou apenas no que não foi pedido - a tal reforma política.

Reforma esta que é a mesma estratégia utilizada pelo Foro de São Paulo em vários países (Venezuela, Bolívia, Equador) para implantar a ditadura bolivariana.

Os congressistas (a maioria não é do PT) poderiam simplesmente dizer: "presidente, a senhora está louca, ninguém pediu reforma política". Mas não, governistas e oposicionista estúpidos agem como se a reforma política fosse um clamor das ruas.

E o plano da Dilma (que os congressista farão acontecer) é o seguinte: a) em julho vota-se a lei que convoca o plebiscito; b) em agosto realiza-se o horário eleitoral; c) no início de setembro a população vota; d) durante setembro o congresso transforma em lei o que a população votou, tudo isso para a nova lei poder valer para a eleição de 2014.

Como a população brasileira, composta majoritariamente de analfabetos funcionais, conseguirá em 30 dias (agosto) adquirir domínio sobre conceitos de financiamento público de campanha, voto distrital puro ou misto, voto em lista, etc.? Não conseguirá. E o PT sabe disso. A população votará no lado que tiver a melhor propaganda. E o PT terá do seu lado João Santana, o melhor marqueteiro. Logo...do plebiscito sairá a ditadura petista, de viés bolivariano (comunista do século XXI, como dizia Chavez...).

E uma questão final - como os analfabetos (que têm direito a voto) lerão os quesitos na cédula?

Do Rodrigo Constantino

Em meu tempo de PUC, a distinção não poderia ser mais clara: no mesmo pilotis, habitavam os futuros economistas e advogados, aproveitando o tempo vago entre aulas para estudar, e o pessoal de comunicação, que formava o grupo "Cambralha", uma turma que parecia ter tempo vago infindável para fumar maconha e "debater" sobre os males da humanidade.

É claro que estou generalizando e, portanto, sendo injusto com muitos casos individuais. Mas o grande quadro era esse mesmo. Lembro-me perfeitamente quando a lanchonete Subway anunciou que teria uma filial na faculdade. Os economistas e advogados agradeceram mais uma opção de lanche rápido, e os esquerdistas do "Cambralha" fizeram o que mais gostam: um teatrinho para protestar, com todos de mãos dadas lutando contra o "capitalismo". O slogan era "A PUC não é shopping center". Losers...

Mas eis o meu ponto principal: liberal quer ralar para ser alguém na vida, e para tanto precisa estudar e trabalhar. Já muito esquerdista, desde cedo, percebe que há uma alternativa para os vagabundos: pegar megafones, gritar slogans populistas, vestir camisa do assassino Che Guevara e pintar o rosto em passeatas. Eles aprenderam que alguns chegam até ao Senado com essa incrível trajetória! Os outros, como prêmio de consolação, ganham postos em sindicatos e estatais.

Logo, quanto mais tempo a "ocupação" das ruas demorar, mais os liberais terão que abandonar a farra e retornar para suas vidas cansativas, de dedicação aos estudos e ao trabalho. Já os esquerdistas verão nisso uma oportunidade para seu futuro na política, nos sindicatos, na UNE. A desvantagem é evidente para o lado liberal.

Para piorar, há a questão do financiamento. O liberal acredita na responsabilidade individual e condena o estado inchado; já o esquerdista adora mamar nas tetas estatais! Ele suga os impostos dos outros via ONGs, sindicatos, patrocínios estatais etc. Nenhum grupo com bandeiras liberais terá fôlego para manter um exército de ativistas nas ruas; os esquerdistas vivem disso!

Do Coturno Noturno

É bom que os partidos políticos lembrem que o PT não tem 20% dos votos da Câmara e do Senado. Sem os seus aliados, não aprova absolutamente nada. Se houver plebiscito, ele deve ser exatamente o contrário do que o PT prega. É mais do que uma questão de inteligência. É uma questão de sobrevivência política e da própria democracia. Se o PT vencer este plebiscito, teremos um por semana, como na Venezuela. E vamos rumar, rapidamente, para sermos mais uma república bolivariana socialista. O PT é o inimigo a ser vencido. É bom que os seus aliados acordem para isso, pois foi a bandeira vermelha com a estrela que foi queimada na rua por jovens e por carteiros. E nada mais povo do que carteiros. Nada mais trabalhadores do que carteiros. O PT humilhou o PMDB e os demais partidos ao propor uma constituinte exclusiva e um plebiscito. Não perguntou a opinião de ninguém, nem mesmo do vice-presidente. O plebiscito é a oportunidade única e rara de dizer não ao PT. E com o apoio do povo na rua.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Do Aluizio Amorim

"O Lula é um câncer, um farsante, um rematado mentiroso e responsável por tudo de ruim que vem acontecendo no Brasil na última década e que deságua agora nas ruas numa montagem diabólica onde vândalos e agitadores profissionais com seus rostos escondidos em balaclavas espalham o terror, a velha tática dos comunistas. 

A fala de Lula apenas corrobora o que intui desde que começou esculhambação que varre o Brasil. Isto faz parte da estratégia do PT de golpear as instituições democráticas. Basta apenas fazer uma simples indagação: quem está tirando dividendos políticos desses protestos? É óbvio que é o PT que conseguiu colocar em pauta o que desejava, ou seja, a decantada “reforma política”, para a qual já possui uma completa campanha de marketing, conforme noticiei aqui no blog.
 
Não é por acaso que já está marcada para o próximo mês uma reunião do Foro de São Paulo, a organização esquerdista que Lula e Fidel Castro fundaram em 1990 e que reúne todos os partidos esquerdistas da América Latina, incluindo aí também grupos terroristas como as FARC, e cuja finalidade explícita é transformar todos os países latino-americanos em Repúblicas Comunistas. Esta é que é a verdade que a grande mídia escamoteia. E o pior é que muitos acreditam que o protesto é legítimo, que o gigante acordou e demais bobagens, quando a horda é apenas massa de manobra do diabólico projeto do PT."

Transparência petista

"O ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) tornou secretos os documentos que tratam de financiamentos do Brasil aos governos de Cuba e de Angola. Com a decisão, o conteúdo dos papéis só poderá ser conhecido a partir de 2027. O BNDES desembolsou, somente no ano passado, US$ 875 milhões em operações de financiamento à exportação de bens e serviços de empresas brasileiras para Cuba e Angola. O país africano desbancou a Argentina e passou a ser o maior destino de recursos do gênero." (Folha)

Ai, ai

Rica, bela, vivendo num padrão que não conseguimos sequer imaginar ... pode acabar nas mãos dos comunistas, se não conseguir fugir do país antes...(nós, que não temos dinheiro, não temos nem a possibilidade de tentar fugir).

A nota é do Claudio Humberto:

"Apoiar a onda de manifestações espalhadas pelo Brasil virou febre entre os globais. Hoje (27), foi a vez da apresentadora Angélica se vestir de verde e amarelo para dizer:  "o meu País tem jeito". Angélica tem 39 anos e publicou a foto no instagram para mostrar que apoia o movimento das ruas. "Estamos no caminho, Brasil!", escreveu a loira na legenda da foto."

Reforma política prá quê?

Reforma política é o assunto do momento.

Idiotas.

Para que serve uma reforma política se quem manda no Brasil é o Foro de São Paulo, uma entidade comunista supranacional que não é eleita por ninguém?

Ou a legislação eleitoral pós-reforma se aplicaria também ao Foro?

De Graça Salgueiro

Uma nova Constituição é o desejo mais caro do Foro de São Paulo há décadas, tendo sido implantado primeiro na Venezuela, seguido por Equador, Bolívia e Nicarágua, e que está na pauta de exigências das FARC para a Colômbia.

Imprensa...

A bobagem abaixo é da coluna do Claudio Humberto:

27/06/2013 | 00:00

Avisa lá

A Comunidade Virtual de Observação da CIA, o serviço secreto americano, enviou documento a Dilma há sete meses, concluindo que só uma assembleia constituinte exclusiva conteria a “convulsão social”.

Democracia Brasileira

A pessoa mais despreparada a ocupar o cargo de presidente da república foi a que obteve os melhores índices de aprovação popular (a crer-se nos institutos de pesquisa).

Mostra bem o estágio da nossa democracia, pois na ótica do povo quanto mais desqualificado o presidente, melhor.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Como agirá o exibicionista?

Chega ao STF um novo ministro que muda de opinião diariamente, de acordo com as conveniências do esquerdismo.

Vaidoso, exibicionista, amante de holofotes, viciado em aplausos, o novo ministro terá que se habituar a uma rotina de julgamento de milhares de processos por ano, sendo a esmagadora maioria deles casos tediosos e sem repercussão.

Como se comportará o exibido, digo, o ministro? Se trancará em seu gabinete e trabalhará horas a fio, em troca do salário que receberá do erário, ou ignorará os milhares de casos (chatos) que aguardam decisão, e dedicará seu cargo apenas ao exibicionismo?

Creio que haja possibilidade até de o ministro que muda de ideia todo dia se cansar rapidamente da burocracia tediosa do Supremo.

Do Reinaldo Azevedo

Em seu texto, o PT defende o financiamento público de campanha, tese que começa a ganhar fôlego nestes dias um tanto conturbados. Se eu fosse escolher o pilar mais importante do golpe que o PT pretende dar no sistema político, escolheria justamente esse — e me estenderei mais sobre o assunto em outro post.

A Assembleia Contituinte já está morta, mas o financiamento público de campanha já começa a ser debatido como se fosse media de consenso e fruto das lutas populares. Alguns inocentes úteis estão fazendo o jogo do partido. Não deixa de ser impressionante que, com o país em transe, Dilma tenha, na prática, ignorado as ruas para ceder ao alarido do partido

A loteria da vida

Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo, disse que seu sucesso começou quando foi premiado na loteria da vida - nasceu nos Estados Unidos. Segundo ele, se tivesse nascido num país Africano sua vida teria sido bem diferente.

Vejamos o caso dos loucos - dependendo do período em que vivam podem ser premiados na loteria da vida. Mas, dependendo do período, podem sofrer muito.

Houve longos períodos na história em que os loucos eram simplesmente ridicularizados por todos. Em outros períodos, sob regimes totalitários, eram simplesmente eliminados. Em outros períodos, ainda, eram internados em hospitais psiquiátricos em condições sub-humanas, e lá passavam suas vidas inteiras, esquecidos. Nasceram nos períodos errados.

Loucos que nasceram durante os diversos séculos do Império Romano poderiam, por exemplo, ser imperadores. Ou figuras importantes na burocracia do Império. Nasceram no período certo.

Nos tempos atuais, em que o direito achado no hospício interessa ao processo de dominação da esquerda, loucos podem acabar no Supremo Tribunal Federal. Nasceram no período certo. Foram premiados na loteria da vida.

E acho que nós perdemos...

terça-feira, 25 de junho de 2013

Dilma desistiu

Dilma desistiu da constituinte, segundo informações. Agora irá propor, ainda segundo informações, a reforma política inteira a um plebiscito.

Em qualquer uma das alternativas, com constituinte ou com plebiscito, não escapamos da ditadura petista bolivariana.

Plebiscito é uma das maiores falácias contemporâneas. Com uma população completamente ignorante, que na média ignora tudo sobre tudo, propor qualquer assunto a plebiscito significa dar a vitória ao lado que tiver o melhor marqueteiro, a melhor propaganda. E existe alguém que possa superar o PT em termos de marqueting político? Não. Logo, plebiscito = vitória das teses petistas.

"Ah, mas e o plebiscito do desarmamento, que o PT perdeu?" Bem, é que este plebiscito versava sobre um assunto que qualquer um compreende, sua própria segurança. Mas voto em lista, financiamento público de campanha, e armadilhas petistas são situações cujas complexidades estão além da capacidade de compreensão do cidadão médio.

Do Olavo de Carvalho

"(O Marxismo) deve ser estudado como ciência e técnica da ação revolucionária, da intervenção ativa da elite revolucionária na sociedade e na história. Essa ciência é tão veraz, e a técnica que nela se arraiga é tão eficiente, que delas resulta este fato, tão fundamental entre todos e tão solenemente ignorado pelos críticos do marxismo: há pelo menos um século e meio o comunismo é o único – repito: o único – movimento político organizado unitariamente em escala mundial e dotado de uma consciência clara da sua continuidade, bem como das suas metamorfoses estratégicas. Todos os seus pretensos adversários e concorrentes são fenômenos locais, inconexos e passageiros, espalhados no tempo e no espaço como grãos de poeira soltos no vento, incapazes não só de fazer face ao rolo compressor do movimento comunista, mas até de enxergá-lo como um todo."

Serra

Ontem à noite assisti no Roda Viva a um descontraído Serra, falando, dando opiniões, fazendo críticas.

Pena que durante as campanhas eleitorais o único Serra que aparece é um robô, repetindo platitudes escritas pelo marqueteiro político mais incompetente do Brasil (Gonzales).

Praga

Fato: população está cansada do governo do PT.

Solução proposta por Dilma e seus chefes: mais PT.

Governo de canalhas

Milhões de pessoas trabalham de sol a sol para carregar esse país nas costas. De norte a sul, de leste a oeste, lutam dia e noite para manter vivas suas empresas, gerar empregos e pagar uma das maiores cargas tributárias do mundo. Contra tudo e contra todos.

Esses milhões de pessoas não possuem dinheiro para fazer lobby em Brasília, nem para financiar campanhas políticas. Os impostos já lhes tomam quase tudo.

São os invisíveis da nação. Sua existência é ignorada, ninguém quer saber o que pensam, o que precisam, e o governo quer mais é que se ferrem. Para a imprensa, não passam de exploradores safados.

Já meia dúzia de integrantes de um grupelho de comunistas, que nunca produziu nada de útil na vida, quebra algumas vidraças na rua e pronto, as portas dos palácios e as câmeras da imprensa se abrem para eles.

Do Reinaldo Azevedo

A saída política encontrada por Dilma, está claro, se deu pela esquerda, com essa bobagem inconstitucional que é a Constituinte exclusiva, tese antiga de Lula, que honra as melhores tradições bolivarianas. O movimento de rua parece estar em refluxo, o que não quer dizer que não possa voltar mais adiante e mais forte. Como será, no entanto, que os muito pobres do Bolsa Família veem esse processo? E os pobres agora chamados de classe média? Muitos deles têm sua TV de tela plana, celular, um carrinho comprado em trocentas prestações, uma minichurrasqueira elétrica… Mas o esgoto corre a céu aberto, o hospital mais próximo é uma porcaria, e a escola dos filhos não funciona. Continuará disposto a dar um voto de confiança ao PT, talvez a Lula? Não sei. Mas sei que a resposta encontrada pelo petismo e imposta a Dilma torna o país ainda mais servil aos que não representam ninguém.. 

Do Reinaldo Azevedo

A saída política encontrada por Dilma, está claro, se deu pela esquerda, com essa bobagem inconstitucional que é a Constituinte exclusiva, tese antiga de Lula, que honra as melhores tradições bolivarianas. O movimento de rua parece estar em refluxo, o que não quer dizer que não possa voltar mais adiante e mais forte. Como será, no entanto, que os muito pobres do Bolsa Família veem esse processo? E os pobres agora chamados de classe média? Muitos deles têm sua TV de tela plana, celular, um carrinho comprado em trocentas prestações, uma minichurrasqueira elétrica… Mas o esgoto corre a céu aberto, o hospital mais próximo é uma porcaria, e a escola dos filhos não funciona. Continuará disposto a dar um voto de confiança ao PT, talvez a Lula? Não sei. Mas sei que a resposta encontrada pelo petismo e imposta a Dilma torna o país ainda mais servil aos que não representam ninguém.. 

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Ditadura petista a caminho

Sempre gosto de manifestações. Já fui em muitas. Fui até em manifestações organizadas pelo tal movimento "anonymous", mas abandonei a manifestação quando começaram a gritar por "revolução!".

Nas manifestações de agora fui inicialmente hostil (não apoio com minha presença manifestação liderada por comunista), depois, com o crescente número de pessoas de bem nas ruas pedindo ética na política, comecei a flertar com as ruas.

Mas após o discurso de hoje de Dilma não tenho mais dúvidas - as manifestações de rua se transformaram numa armadilha.

Dilma, que está no olho do furacão, pretende usar as manifestações para viabilizar a tão pretendida reforma política, aquela que, se concretizada, eternizará o poder do PT no país. Aliás, todos os países que trilharam o bolivarianismo passaram por uma reforma constitucional. Agora, no entender de Dilma, e daqueles que lhe comandam, chegou a hora de aproveitar a insatisfação popular para dar o golpe de misericórdia no Brasil.

Cidadãos de bem, que vão às ruas pedir por ética, por saúde, por hospitais, por educação e por transportes - lamentavelmente vocês estão servindo de massa de manobra para viabilizar os planos mais diabólicos do PT. Retornem, por favor, para as suas casas.

De Gustavo Nogy

Porque não é preciso cautela, prudência, capitulações: bastam uns coquetéis na cabeça e outros na mão; bastam umas camisetas amarradas na cara e, voilà!, o recém chegado do mundo da falta de idéias agora é um Isaiah Berlin, um Trotsky. Um Hegel improvisado a encarnar o ‘espírito objetivo’. Fosse tão fácil, fosse apenas sair andando por aí a tocar o bumbo, teríamos feito há mais tempo, não é mesmo? Tudo que começa com Liberté, Egalité, Fraternité termina em guilhotina.

Sarney para presidente do MPL

Sarney já é comunista de carteirinha desde 1o de janeiro de 2003. Por que então não assumir a presidência do movimento comunista MPL?

Leia a notícia da Veja.com. Comento na sequência.

"O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou na manhã desta segunda-feira que os preços dos pedágios das rodovias estaduais não serão reajustados, conforme antecipou a coluna "Holofote" na edição de VEJA desta semana. O aumento estava previsto em contrato a partir de 1º de julho e o porcentual dependeria do índice de inflação que seria usado: de 6,2%, se fosse seguido o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) ou de 6,5%, caso fosse usado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

No anúncio feito nesta segunda, o governo paulista também anunciou que lanchas e balsas, como a travessia entre Santos e Guarujá, no litoral paulista, não terão reajuste.

Em meio a uma onda de protestos no país, Alckmin enfatizou que o aumento está sendo cancelado e não adiado: "O reajuste não está sendo adiado por um ano, está sendo cancelado. Nós estamos assumindo o custo disso por um ano". "

Comento: foi só os integrantes do MPL darem uns gritos e quebrarem uns vidros que os bananas que ocupam cargos públicos saíram dando canetaços para congelar aumentos. Ah, se aumentos pudessem ser controlados por caneta, talvez o mundo fosse muito melhor. Mas a verdade é que as leis da economia não dão a mínima importância para os que esses bananas escrevem. Se é agora para partir para o congelamento de preços, chamem o Sarney para presidir o MPL. Afinal, Sarney foi o presidente dos congelamentos. E entregou o cargo com uma inflação de 80% ... ao mês.

Do Ricardo Noblat

Para governar bem, um presidente da República tem de se destacar como líder.
Não precisa ser um excepcional gestor. Mas líder está obrigado a ser.
Como governar sem exercer influência sobre o comportamento, o pensamento e a opinião dos outros — auxiliares e governados?
Com seu entusiasmo, o líder contagia os que o cercam. Agindo assim, obtém a adesão deles aos seus planos.
Dilma infunde medo. O medo inibe.
Para além de carismático, o líder é um grande comunicador.
Dilma não é nem uma coisa nem outra.
O líder é persuasivo.
Dilma é um chefe mal-humorado e impositivo.
O líder é um hábil negociador.
Dilma não negocia — manda. E ai de quem desobedecê-la.
O líder é exigente.
Dilma é exigente.
O líder é criativo e quebra paradigmas, se necessário.
Dilma é convencional.
Não foram poucos os correligionários de Lula que o desaconselharam a indicar Dilma para sucedê-lo.
Mas ele resistiu a todos os apelos. Dizia que Dilma era a melhor gestora que conhecera.
A preferência de Lula por Dilma se escorava em dois principais motivos: ela seria leal a ele. E não seria obstáculo ao seu eventual retorno à Presidência da República.
Lula não pensou primeiro no país quando elegeu Dilma sua candidata — pensou nele próprio. E, do seu ponto de vista, acertou. No que importa, ele continua governando.

Comunista Dilma X comunistas do MPL

Hoje a comunista Dilma vai se reunir com os comunistas do MPL.

Uma pergunta para a comunista Dilma - os comunistas do MPL representam quem? As centenas de milhares de pessoas que estão protestando nas ruas contra a corrupção são comunistas?

A administradora que conseguiu falir uma loja de 1,99 conseguirá, enquanto presidente, falir um país de 199 milhões de habitantes.

Ou Dilma acha que reuniões com comunistas contribuirão para restaurar a credibilidade do país, baixar o dólar e trazer de volta os investimentos?

Os Bórgias

Os petistas são os Bórgias da política.

sábado, 22 de junho de 2013

Do Olavo de Carvalho

"O importante para o Foro de São Paulo não é defender Dilma ou o PT, mas assegurar que o movimento das ruas desembocará num resultado socialista, mesmo que seja preciso sacrificar a presente liderança visível. O entusiasmo patriótico das massas tem força, mas não direção. As águas não vão para onde desejam, mas para onde são canalizadas. A esquerda tem dezenas de anos de prática em canalizar a vontade popular, e os conservadores, patriotas etc. não têm nenhuma, tanto que imaginam que a vontade popular se transfigura, por si e espontaneamente, em decisões políticas e legais, coisa impossível entre quantas já passaram por uma cabeça oca."

Palavras

A seção Panorama/Holofote da Veja desta semana trás uma nota que conclui com a seguinte frese:

"...Além disso, pode acelerar a queda da popularidade do governador Geraldo Alckmin, complicando mais ainda seu projeto de reeleição."

O que este "mais ainda" faz na frase? Pelas últimas pesquisas divulgadas, Alckmin bate qualquer adversário já no primeiro turno da eleição de 2014.

Sinal que a Veja ainda mantém o controle editorial, mas alguns petistas travestidos de jornalistas já conseguiram se infiltrar nos quadros da revista.

A maior de todas as pragas

Senhores,

Se Deus nos poupou de terremotos, de maremotos, de furacões, de tornados, nos deu em troca algo com o poder destrutivo muito maior do que todas estas catástrofes naturais somadas - o PT.

O PT é um (grande) grupo constituído com o propósito exclusivo de ocupar o poder, extrair o maior benefício possível do poder, implantar uma ditadura (possivelmente comunista), em troca de ... nada.

Talvez seja o primeiro grupo na história do mundo que ocupa o poder sem nenhum compromisso com o povo que governa. O único compromisso do PT é com o PT (e, possivelmente, com o comunismo).

E esta verdadeira máquina de destruição de vidas e de futuro desfruta da quase unanimidade entre os jornalistas, os artistas e os ditos intelectuais. Como chegamos a este ponto?

O PT não possui preocupação nenhuma sequer com os pobres, que diz proteger. Sim, paga o Bolsa Família (com o nosso dinheiro), mas faz isto exclusivamente em função do imediato retorno eleitoral. Os pobres, nesse caso, não passam de massa de manobra para a manutenção de petistas no poder (pelo menos enquanto houver eleições e o PT precisar de pobres). No mais, os pobres estão abandonados à sua própria sorte. A educação pública (para os pobres) nunca esteve tão ruim, os hospitais públicos (para os pobres) nunca estiveram tão ruins, as cidades estão tomadas de mendigos e miseráveis pedindo esmolas. Com o PT perdemos até a eterna esperança de sermos o "país do futuro". Com o PT já temos certeza - nunca seremos nada.

O partido possui uma frieza de José Dirceu, o único interesse do partido é a sua permanência no poder. Pelo poder e pelos negociatas. Se manifestações tomam as ruas do país, não interessa aos petistas tentar entender as razões para insatisfação. Interessa aos petistas, primeiro, tentar capturar o movimento para o partido. Se não dá certo, os petistas partem imediatamente para a segunda tentativa, que é ver como podem usar o movimento para atingir mais rapidamente seus exclusivos interesses. E assim Dilma vai para a televisão declarar que:

- O governo importará imediatamente milhares de médicos (estamos falando exclusivamente de milhares de cubanos que, se vierem, serão espalhados pelos grotões do país para doutrinar a população em comunismo); e

- É preciso acelerar a reforma política (reforma que, se aprovada, assegurará o poder eterno aos petistas, exterminando a alternância no poder).

O PT é só cálculo. O PT não possui coração. E não há nação que seja capaz de sobreviver aos petistas.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Uma imagem que vale por mil palavras

A imagem está no site do Claudio Humberto. Comento na sequência.


É exatamente isto que os professores brasileiros fazem há mais de 30 anos. É em função disto que os estudantes brasileiros saem das escolas e até das universidades tão analfabetos quanto entraram. No países que mais se distanciam da pobreza os alunos vão para a escola para aprender matemática, geografia, ciências, etc. Nos países destinados a integrar permanentemente a condição de países pobres, os alunos vão para a escola para aprender a lutar por direitos...

Manifestações

Os manifestantes pedem o zeramento do lucro, o fim da iniciativa privada, a extinção do capitalismo, a expropriação de propriedades rurais e urbanas.

Reação dos intelectuais, dos professores universitários e dos barões da mídia: "que coisa linda, libertária, os jovens idealistas nas ruas, protestando pelos seus direitos, isto tudo é tão liiiiiiindo".


Os manifestantes também pedem o fim da corrupção, criticam o desperdício de dinheiro em estádios, querem melhorias na saúde, educação e segurança.

Reação dos intelectuais, dos professores universitários e dos barões da mídia: "as manifestações estão contaminadas pela extrema direita, que está preparando um golpe no país".

Do Olavo de Carvalho

"Nunca subestimem a malícia comunista. Ela é capaz de manobras que ultrapassam infinitamente a imaginação do homem comum e até do "político burguês" usual. Absorver a direita numa onda de protestos esquerdistas só para depois culpá-la de todas as violências ocorridas no processo é, para um planejador comunista, não apenas coisa banal, mas até obrigação. A turma do Foro está preparadíssima para usar a massa conservadora e patriota e depois jogá-la fora como se fosse um pedaço de papel higiênico, dizendo que com isso salvou o país de uma anarquia que arriscava levá-lo a uma "ditadura teocrática e fascista"."

Imagem

Diz a lenda na internet que a imagem abaixo é de um piloto da FAB. Será?

"Xô corrupção!"

"Ou o Brasil acaba com a corrupção, ou a corrupção acaba com o Brasil."

Slogan petista em 2001. Na época já não era aplicável às prefeituras petistas...

Com MPL fora, eu estou dentro

Se ocorrerem novas manifestações, estarei presente.

MPL pulou fora

MPL declarou que não convocará mais manifestações. Não aceitam que pessoas que não lutam pelo comunismo tenham aderido às manifestações.

O tal MPL é um movimento exclusivamente comunista, integrado por jovens imbecis (comunista imbecil é pleonasmo), e manipulado por "forças ocultas". Quando Reinaldo Azevedo aplicou a técnica dos jornalistas de Watergate, "follow de money", chegou ao ... governo federal petista.

Que democracia é esta?

Menos de 30 anos de democracia no Brasil foram suficientes para colocar nos principais cargos públicos da nação, dos estados e dos municípios uma multidão de inutilidades.

Procurem de norte a sul, de leste a oeste, passando por Brasília, e não encontrarão nenhum líder. Absolutamente nenhum. Encontrarão vermes, postes, oportunistas, safados, semi-analfabetos, enfim, uma fauna quase completa. Só não encontrarão um líder.

Imaginem, por um instante, se uma onda de protestos como esta ocorresse num estado governado pelo saudoso Carlos Lacerda. Lacerda não estaria trancado em seu gabinete. Estaria na frente do palácio, de microfone na mão. Para ser aplaudido ou vaiado, não importa, pois o líder não pode fugir às suas responsabilidades.

Mas a prática democrática transformou a política em marketing. No dia a dia o marketing serve para nos despertar a necessidade de consumir produtos ruins, caros e desnecessários. Na política o marketing serviu para levar os piores ao poder, todos bem embalados como um belo sabão em pó.

Que país é esse?

Que democracia é essa?

Qual nação pode ser dar ao luxo de entregar o poder aos piores eleição após eleição?

Que país pode sobreviver a isto?

Mais sobre a construção da tirania






quinta-feira, 20 de junho de 2013

Coisas da democracia

Em 1992, quando Lindberg Farias apareceu no cenário nacional como presidente da UNE durante o impeachment de Collor, eu já trabalhava havia 3 anos.

Desde então, 21 anos se passaram. Eu já estou ultrapassando os 24 anos de atividade profissional.

Nesses 21 anos Lindberg foi deputado (várias vezes), prefeito, é senador, e está cotado para ser o próximo governador do RJ. Sem ter trabalhado (trabalho de verdade) nem um só dia durante toda a sua vida.

Eu, com 24 anos de labuta, e outros muitos não seríamos eleitos nem vereadores em nossas cidades ... talvez nem síndicos em nossos condomínios...

Sobre vermes e fantoches

Líder é coisa inexistente na política brasileira há muito tempo.

Líder seria o governante que se dirigiria para a população (não para os vândalos) e diria: "o salário do motorista sobe, o salário do cobrador sobe, o combustível sobe, o pneu sobe, como é possível não subir o preço da passagem?"

Na ausência total de líderes, os cargos públicos são ocupados por vermes e/ou fantoches. Enquanto líderes estariam na linha de frente, explicando a situação aos seus liderados, e realizando o enfrentamento necessário, vermes e fantoches estão trancados em seus gabinetes assinando a rendição, ou cuidando para que a polícia não reaja aos vândalos, para não serem criticados no Jornal Nacional.

Com líderes, todos seriam iguais perante as leis. Sem líderes, apenas grupos de pressão são atendidos, restando esquecidos os 90% que trabalham, pagam impostos, mas não fazem parte de nenhum grupo.

Com líderes haveria esperança de progresso para a sociedade. Sem líderes, resta-nos apenas uma certeza - rumaremos para o caos social.

2a mulher mais poderosa do mundo?

Imaginem a 3a, a 4a ... a nota é do Claudio Humberto:

20/06/2013 | 00:00

Dilma cria
‘parlamentarismo’
com Lula

Após as vaias no estádio, a presidenta Dilma prova de novo que não tem assessoria ou independência: a reunião com Lula em São Paulo para aconselhar-se na grave crise que enfrenta, subverte o regime de governo, uma democracia representada por ministros e líderes da Câmara e do Senado. Com eles deveria reunir-se em “regime de urgência”, não interpor o “primeiro-ministro” a quem recorre nas crises.

Tirania em Construção















Do Reinaldo Azevedo

O país que acaba de amanhecer não está mais democrático do que aquele que amanheceu ontem, mas menos. Não está mais racional, mas menos. Não está mais justo, mas menos. Ainda que muitas pessoas de boa-fé possam ter aproveitado para expressar a sua indignação com tudo o que há de errado no país — da inflação à impunidade —, é preciso ver que método, que pauta e que visão de mundo foram premiados ontem. E eu lhes asseguro: nenhum deles presta para uma sociedade democrática e de direito.

Mayara falou, Mayara avisou

Mayara, a nova musa da Globo, que também é líder do MPL, anunciou no Jornal Nacional de ontem que agora o movimento vai ampliar a sua pauta - além de lutar (literalmente) pela extinção da iniciativa privada, vai também lutar pela extinção da propriedade privada no campo e nas cidades.

Com certeza terão sucesso. Já imagino os vândalos nas ruas quebrando tudo, e os governantes covardes, trancados em seus gabinetes, assinando decretos de transferência de propriedades privadas para o movimento. Tenho até mais uma sugestão para fazer ao movimento - que iniciem pelas terrenos mais improdutivos do Brasil, as imensas áreas de terra ocupadas pela Globo nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Seremos um caso interessante de transformação para o comunismo. Nosso proletariado é um pouco diferente do proletariado dos demais países onde o comunismo foi tentado. Minha diarista, por exemplo, vem sempre trabalhar dirigindo seu Polo Sedan preto. A empregada do meu vizinho da frente chega todo o dia para o trabalho dirigindo sua Parati branca...

Mas fico imaginando os filhos da elite endinheirada do Brasil tomando as ruas, desta vez para exigir a extinção da propriedade privada. Desde que, claro, mantenham a propriedade privada dos seus computadores, celulares, roupas de grife, carros e mesadas...

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Cala a boca Blatter

A declaração abaixo é do chefão da hiper-corrupta FIFA:

"O Brasil pediu essa Copa do Mundo. Nós não impusemos ao Brasil esta Copa do Mundo. Eles sabiam que para ter um bom Mundial naturalmente teriam que construir estádios. Mas nós dizemos que não é apenas para a Copa do Mundo. Junto com os estádios há outras construções: rodovias, hotéis, aeroportos... São itens do legado para o futuro. Não é apenas para a Copa do Mundo".

Comento: como assim "o Brasil pediu"? Quem se apresentou falando em nome do Brasil pedindo copa? A proposição da candidatura do Brasil passou por algum órgão de representação democrática, como o congresso nacional, ou foi submetida a consulta popular? Claro que não. O "Brasil" que se apresentou pedindo copa foi um grupo formado por cartolas corruptos, empreiteiros corruptos e políticos corruptos e oportunistas. Cala a boca Blatter. Devolve o dinheiro.

Aguardando autorização do chefe

Do Claudio Humberto:

19/06/2013 | 00:00

Dilma quer licença
de Lula para
demitir Carvalho

A presidenta Dilma já não suporta a convivência com Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, mas ainda não o demitiu porque o ministro é uma indicação pessoal do ex-presidente Lula. E espera que Lula a libere para demiti-lo quando julgar conveniente. A informação é de senadores do PT e do PTB com acesso aos gabinetes do Planalto. Ela se queixa de que ele provoca uma crise sempre que abre a boca.

Livre

Ontem os integrantes do tal Movimento Passe Livre resolveram saquear as Lojas Americanas e a Marisa. Será agora o Movimento do Passe, da TV de LED e das Calcinhas Livres.

Por que então não fazer logo um Movimento Mundo Livre?

E quem promete o "mundo livre", onde tudo é de graça, é só chegar e pegar é o ... comunismo.

Como até os vermes sabem, em todos os lugares onde o comunismo foi tentado só entregou miséria, tragédia e mortos.

Mas ... quem sabe os filhos da elite endinheirada Brasileira, que estão nas ruas curtindo um barato e quebrando o tédio de suas vidas de conforto, tenham descoberto um jeito de fazer o comunismo funcionar...

Não me representam

Surfando na onda imbecil do "não me representam", afirmo - filhinhos de papai idiotas, entediados com suas vidas de conforto, botando prá quebrar nas ruas para curtir um pouco de adrenalina, não me representam.

Vândalos

Entre os vândalos comissários petistas que tomarão as ruas caso o PT consiga implantar sua ditadura, e os vândalos filhinhos de papai que estão nas ruas, entediados com suas vidas de conforto, eu fico do lado de ... nenhum deles.

terça-feira, 18 de junho de 2013

A nova geração

Interessante e assustador um texto que uma professora de direito da USP enviou para o Reinaldo Azevedo, sobre os vândalos que tomaram as ruas das capitais. Segundo ela, está chegando à idade adulta a geração que cresceu sem nunca ter ouvido um "não" sequer na vida.

Pode ser verdade. Agora, além diversos movimentos de "sem" que atuam no Brasil há pelo menos 3 décadas, teremos que aguentar também o MSL - Movimento dos Sem Limite.

Estranho mundo novo

Na Veja desta semana uma fotografia mostra como os homossexuais são tratados na rua - a vítima, caída, é chutada por todos os lados.

Alguma reação de solidariedade dos vários movimentos gays do Brasil?

Que eu saiba, nenhuma.

Sugestão para o MPL

O movimento anarco-comunista MPL tomou as ruas das capitais para exigir gratuidade no transporte público. Segundo eles: "se é público, por que tem que ser pago?".

A Globo apoia a causa.

Sugiro mais uma pauta para os integrantes do MPL: se a Globo é uma concessão pública, por que o governo (concedente) precisa pagar para fazer propaganda na emissora?

Assim, que se exija a imediata gratuidade na Globo para todas as propagandas do governo federal. Nada mais justo.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

De Paulo Briguet

Vivemos tempos difíceis. Tempos profetizados por Gustavo Corção, nos quais “a atividade impera sobre a contemplação, o apetite domina o juízo, a opinião substitui a verdade”.

De um procurador da república, no Coturno Noturno

Sou Procurador da República faz 17 anos. O MPF não era assim, cumpria com a CF e a defesa da lei e ordem jurídica. Mas ele assumiu uma feição ideológica com a ascensão do grupo dos Tuiuiús ao comando do órgão com Claudio Fonteles, no primeiro ano do governo Lula. Trata-se de um partido interno que rachou o MPF e que imprime uma pauta marxista em todos os setores da instituição, nas Câmaras de Coordenação, PFDC, Corregedoria , Escola Superior e na PGR em sua atuação no STF, espraiando-a por todo o país. Ou seja, o MPF está contaminado por essa doutrina,

De um comentarista do Reinaldo Azevedo

A covardia política é a pior que existe, pois seu alcance á público e arrisca a vida de um grande número de pessoas.

Brasil X Peru

Estive no Peru em 1999, passei umas duas semanas por lá, voltei para o Brasil de FHC e jamais imaginei que um dia sentiria inveja dos Peruanos.

Mas ... nada como um dia após o outro. O atual presidente Peruano é comunista chavista bolivariano, mas até agora está conduzindo seu governo de forma racional, e em declaração publicada na Veja desta semana ele diz que: "o povo não come discursos".

Já por aqui ... a juventude, com o apoio da neo-bolivariana Globo, está achando que discurso enche o tanque de ônibus...

De Gustavo Ioschpe, na Veja

Os pós-modernistas empenham-se em destruir o edifício da ciência. Não mostrando os erros metodológicos ou quantitativos dos estudos científicos, porque a maioria dos adeptos da causa não tem competência técnica para isso (“Errar é humanas”), mas simplesmente atacando a credibilidade dos “especialistas”. E isso se faz necessário não apenas porque, sem os guardiães do conhecimento embasado em fatos, qualquer Quixote pode descrever moinhos inexistentes que devem ser derrubados, mas também porque as investigações mais recentes de várias ciências, especialmente a biologia, desconstroem muitas ideias que são caras aos pós-modernistas e marxistas em geral. Entre elas, especialmente aquela de que o ser humano é um bicho fraterno e igualitário por natureza, e não o ser competitivo e movido pela busca de status e hierarquia em seu grupo social que a psicologia evolutiva não se cansa de demonstrar em estudos e experimentos.

Estranho mundo novo

Pelo Fantástico de ontem, parece que a Globo aderiu oficialmente ao socialismo, e passa agora a fazer coro ao discurso de demonização do lucro.

Estranho este mundo novo. Eu, que sou um pé rapado, defendo o lucro.

A Globo, cujos proprietários estão entre as maiores fortunas do país, e que lucra milhões anualmente, é contra o lucro.

sábado, 15 de junho de 2013

Uma semana para entrar para a história

O texto que publiquei ontem, sobre Luciano Huck, já é um dos recordistas de acessos da história do blog...talvez eu devesse passar a me dedicar ao "bloguismo" de celebridades, atingir milhões de leitores, e ganhar uma grana com o site...

Não, prefiro continuar priorizando questões políticas. Afinal, de que adianta ganhar grana se os comunas tomarão tudo de nós quando conseguirem atingir seu intento?

Daqui a 30 ou 40 anos, quando historiadores estiverem escrevendo sobre a implantação do comunismo no Brasil, citarão a semana compreendida entre 10 e 14 de junho de 2013 como uma das mais importantes para o processo. A semana de 10 de junho de 2013 entrará para a história, assim como entrou a semana da arte moderna em 1922.

Esta semana poderá ter marcado alguns pontos que são essenciais para o processo:

- Pode ter representado o tiro de misericórdia naquilo que ainda resta de oposição no país;

- Pode servir para tornar fato a impossibilidade de a polícia agir no futuro na repressão a manifestações violentas, transformando as propriedades (a sua casa inclusive) num mero registro histórico. Vândalos estarão livres para agir, pelo menos enquanto forem úteis ao processo de implantação do comunismo.

Até eu fui enganado pelo PT

Cada vez mais me convenço que impossível fazer frente ao PT. Se até eu, que vivo a combater artimanhas petistas, caio nas armadilhas do partido, imagine a média da população.

No início da semana, entre 2a e 4a, comecei a perceber na imprensa em geral pedidos de reação contra os vândalos. Aqui e ali havia uma espécie de manifestação de que os vândalos haviam passado dos limites. Cobravam uma reação do governador, para garantir a segurança da população, e a preservação da propriedade pública e privada. Pensei mesmo que os baderneiros tinham ido longe demais e perdido o apoio da mídia. Era enganação.

Atendendo aos "anseios" da imprensa, Alckmin mandou a polícia reagir na 5a feira. E passou a ser massacrado. Os pedidos de reação que pontificavam na mídia nada mais eram do que o chamariz para a armadilha petista. E Alckmin caiu.

A partir da semana que vem, como informou Reinaldo Azevedo, as manifestações deixarão de ser contra as passagens de ônibus e passarão e ser contra Alckmin. Manifestações contra Alckmin estão sendo convocadas pelo Facebook para todas as principais cidades do mundo. Se ocorrerem, será a primeira vez na história. Nem Osama Bin Laden foi objeto de manifestações simultâneas em todas as principais cidades do mundo. Alckmin será o primeiro inimigo público planetário número 1 da história da humanidade.

O governo brasileiro do PT banca militantes, digo, estudantes brasileiros em diversas universidades do mundo. É possível que esses estudantes já tenham sido avisados para irem para as ruas a partir de 2a feira, protestar contra Alckmin. Caso contrário, poderão não ter renovadas as suas boquinhas no exterior...

Mas a polícia não deveria ter reagido? Bem, se eu fosse o governador a polícia já teria baixado o porrete desde o primeiro dia de manifestação. E deixaria claro para a população: "comigo não, enquanto eu for governador não tolerarei baderna e quebra quebra nas ruas de São Paulo. Se a população é a favor de baderna e quebra quebra, que eleja outro governador". Acho que eu ganharia a parada.

Mas Alckmin não é assim. Alckmin, como bom tucano, é inseguro e traseiro mole. Percebeu um certo clamor por reação na imprensa e mandou reagir. Não por convicção. Agora, percebendo que era uma armadilha, já vai se colocar numa posição defensiva, tentando se explicar, se justificar, e será massacrado.

Tem que mudar

Em 2002 brasileiros de classe média, com todos os confortos que o Plano Real havia lhes dado, repetiam o slogan "tem que mudar". Ninguém sabia explicar o que precisava ser mudado. Só sabiam que era preciso mudar. Conseguiram, o país mudou: viramos a nação da corrupção institucionalizada, discute-se a volta da censura, e uma ditadura comunista está em formação.

Agora é a vez dos jovens entediados de classe média irem às ruas lutar pela extinção da civilização. Conseguirão também. Serão escravos do estado, viverão sem liberdade e sem garantias. Pagarão com sangue pela imbecilidade da sua juventude. Infelizmente pagaremos junto com eles, se não soubermos identificar o momento preciso de pular fora do barco...

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Luciano Huck X Tim

A notícia é da Veja.com. Comento na sequência.

"Garoto-propaganda da TIM há quase dois anos, Luciano Huck postou na manhã desta sexta-feira (14), por volta das 7 horas, uma imagem no seu instagram agradecendo aos 10 milhões de seguidores que atingiu na sua página pessoal do Facebook. Como mandam as regras de etiqueta das redes sociais, a ideia era só agradecer. No entanto, a imagem que reproduz a tela de seu celular, conectado em sua rede social, mostra que Huck estava usando a principal operadora concorrente, a Vivo. Uma verdadeira gafe comercial. Dentro da TIM, já não se fala em outra coisa."

Comento: compreendo perfeitamente o drama de Luciano Huck. Fui usuário da Tim por mais de 10 anos, até que não deu mais. A Tim é ruim demais. Há dois anos mudei para a Vivo. Não é grande coisa, mas é melhor do que a Tim. Luciano Huck pode até ter tentado usar a Tim, mas viu que é impossível. Mas o muito feio é que em troca de dinheiro Huck vai para a televisão mentir para o telespectador, elogiando a Tim e tentando convencer inocentes a caírem nas garras da empresa.

Eu sempre bato numa mesma tecla - artistas estão permanentemente à venda, prontos para aliar seu sorriso a qualquer um que esteja disposto a pagar. Quando artistas babam ovo do PT, ou de Lula, ou de Dilma, é porque foram devidamente pagos pela "bolsa rouanet". E idiotas para acreditar em artistas nunca estão em falta no mercado.

Do Estado de São Paulo

O jornal que é liberal nos editorias e comunista na cobertura jornalística (o trecho abaixo é do editorial):

"A fórmula é mais velha do que o Velho do Restelo. Quando as coisas vão mal e não há intenção efetiva, muito menos competência para endireitá-las, resta o surrado traque de fazer uma bondade para jogar areia nos olhos dos descontentes e fazer uma maldade para jogar nas costas alheias a culpa pelo descontentamento. Esses foram os movimentos que o preparador político da presidente Dilma Rousseff, o marqueteiro João Santana - o 40º ministro do atual governo, como é chamado por quem sabe de sua importância junto à titular do Planalto - a orientou a seguir para reerguer a popularidade abalada.

Nisso, ela foi rápida. Três dias depois da publicação da pesquisa do Datafolha segundo a qual o nível de aprovação do governo caiu inéditos 8 pontos porcentuais e o favoritismo de Dilma para 2014 ficou 7 pontos menor, a presidente já estava a postos para lançar o eleitoreiro programa Minha Casa Melhor. Trata-se da linha de crédito oferecida aos beneficiários do Minha Casa, Minha Vida, à razão de R$ 5 mil por família, para a compra de móveis e eletrodomésticos."

Imprensa comunista

Procuro passar longe da imprensa comunista, mas hoje resolvi ver como estão repercutindo as ações de ontem dos baderneiros comunistas em São Paulo. Para tanto, acessei o site comunista UOL, que pertence ao jornal comunista Folha de São Paulo. Bingo! A cobertura do site é 100%  pró baderneiros.

Na outra ponta desta verdadeira guerra, ingênuos cidadãos que trabalham, pagam impostos e compram a Folha de São Paulo, desta forma financiando (sem saber) a implantação do comunismo no Brasil.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Do Rodrigo Constantino

Todos que pensam que Jean Wyllys e o movimento gay desejam apenas a liberdade de formar um "lindo" casal, deveriam dedicar mais tempo à leitura de seus projetos de lei.

Esse, por exemplo. O resumo: qualquer um que simplesmente "sente" que está no corpo errado, ou seja, que gostaria de ter outro gênero, pode mudar todos os registros, inclusive apagando qualquer histórico, e se desejar pode fazer cirurgia de mudança de sexo pelo SUS.

Se for menor de idade, precisa pedir autorização aos pais, mas atentai, se ainda assim o adolescente quiser e os pais não deixarem, ele pode recorrer à assistência da Defensoria Pública, onde burocratas ungidos do estado usurparão o direito dos pais de não deixarem seu filho de 13 anos cortar o "bilau" fora porque "sente" que talvez devesse ser menina. Aqui está:

Quando, por qualquer razão, seja negado ou não seja possível obter o consentimento de algum/a dos/as representante/s do Adolescente, ele poderá recorrer ele poderá recorrer (sic) a assistência da Defensoria Pública para autorização judicial, mediante procedimento
sumaríssimo que deve levar em consideração os princípios de capacidade progressiva e
interesse superior da criança."


O autor ficou tão empolgado com essa chance de colocar adolescente contra os pais que repetiu no texto a permissão para recorrer à Defensoria. E lembrem-se: o adolescente pode mudar de sexo pois já sabe o que quer, mas se meter uma bala na cabeça de um inocente, então o ECA o protege como inimputável, pois, tadinho!, ele é apenas uma criança indefesa vítima da sociedade.

Tolinhos

A nota é do Claudio Humberto. Comento na sequência.

13/06/2013 | 00:00

Em crise, PMDB põe à prova reeleição
de Henrique Alves

Em pé de guerra com o PT, a bancada do PMDB pressiona Henrique Alves (RN) a “tomar providências”, sob a ameaça de perder o comando da Câmara. Em reunião no Planalto, quando Henrique assumiu interinamente a Presidência da República, peemedebistas reclamaram que a bancada só diminui com avanço do PT nos estados, o que pode inviabilizar sua reeleição a presidente da Casa em 2014.

Enviar por e-mail Imprimir Twitter

13/06/2013 | 00:00

Vacas magras

O PMDB teme perder 20 deputados em 2014, devido à dificuldade de liberar emendas e a interlocução direta do Planalto com prefeituras.

Comento: quando o PT chegou ao poder e escancarou os balcões da corrupção os políticos profissionais pensaram: "poxa, tínhamos tanto medo da eleição de um petista, mas era um medo sem fundamento, pois com eles podemos roubar muito mais". E assim quase todos foram virando aliados petistas ao longo dos últimos 10 anos. O que esses imbecis não conseguem perceber é que o PT é um partido hegemônico, ou seja, para o PT só faz sentido existirem aliados enquanto estes forem necessários. Como vimos acima, o PT vai atuando aos poucos para ir enfraquecendo seu maior aliado, até o ponto de poder exterminá-lo (como já exterminou a oposicinha). Se os políticos profissionais tivessem um pingo de inteligência, correriam do PT e nas próximas eleições estariam todos contra Dilma/Lula. Mas não têm inteligência. Só ganância. Já estão condenados (nós também...).

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Isso que é prefeito...

Segundo Reinaldo Azevedo o prefeito de SP, Haddad, tremendo de medo dos baderneiros, declarou que vai pedir ajuda a Dilma para baixar o preço da passagem de ônibus em São Paulo.

Pois bem, duvido que Dilma caia nessa, pois imediatamente teria na porta do seu gabinete os outros 5 mil prefeitos do Brasil pedindo o mesmo benefício.

Mas independentemente de Dilma topar, ou não, a declaração de Haddad nos mostra um pouco do que ele entende por justiça social. Para ele, justiça social é dividir com todos os cidadãos do Brasil a conta do transporte público da cidade de São Paulo...

A população de São Paulo (que já elegeu Erundina, Pitta, Maluf...) parece ter escolhido desta vez não um administrador público, mas um pedinte.

Ainda sobre covardia

Ontem, como prometido, baderneiros botaram para quebrar em São Paulo.

Interessante que à noite, dando uma rápida clicada nos canais da TV, vi o Ratinho indignado com os baderneiros e com a falta de reação do governo. Ué, mas o Ratinho é uma espécie de animador de auditório oficial do PT, sempre pronto para puxar o saco do Lula em momentos de necessidade. Parece que a "inteligência" do Ratinho funciona muito bem para ganhar dinheiro, mas não é suficiente para compreender as implicações do PT no poder.

Mas voltando ao caso, por que dezenas, centenas, ou alguns poucos milhares de baderneiros conseguem se impor perante milhões de cidadãos, e saem impunes? Em qualquer parte do mundo.

Porque entre os tais milhões de cidadãos impera a covardia, o senso de avestruz, a pusilanimidade, dando aos baderneiros a certeza de que podem pintar e bordar que não haverá reação da sociedade.

É esta covardia das sociedades em geral que permite que um Stalin ou um Mao tomem o poder e matem dezenas ou centenas de milhões de cidadãos do seu próprio povo. Todos vão para a morte como gado no abatedouro, sem reação. Alguns até gritavam "viva Stalin!" antes de receberem o tiro fatal...

Brasil, um país de todos ... os petistas

Notícia do Claudio Humberto:

12/06/2013 | 00:00

Governo manobra
para efetivar
‘cumpanherada’

O PT bolou um jeito de “efetivar” como servidores a “cumpanherada” que aparelha cargos de confiança desde o início do governo Lula, em 2003. O Edital nº 48, do Ministério do Planejamento, publicado na sexta (7), abre “concurso” curioso, que prevê pontuação alta para quem tem “experiência” e pontuação baixa para nota mínima nas provas escritas – afinal, qualificação não é o forte dos que ocupam esses cargos.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Um país de faz de conta

Duas situações ocorridas hoje:

-  Na primeira, minha secretária veio com um despacho judicial, pedindo que eu interpretasse para ela o que está escrito (juízes escrevem numa linguagem incompreensível). Perguntei do que se tratava o caso. E contou que quando seu marido era criança um carro atropelou e matou o pai e a mãe, deixando duas crianças órfãs - o atual marido e uma irmã. Que o carro pertencia a uma empresa. Que na época representantes dos menores entraram na justiça contra a empresa, pedindo uma indenização para as crianças que ficaram órfãs. Bem, o marido dela já tem mais de 40 anos, já é pai, e o processo ainda está correndo.

- Agora no início da tarde uma amiga foi fechada por um caminhão e teve seu carro bastante estragado. Imediatamente ligou para a polícia e foi informada que ... a polícia não vem mais. Só vem se tiver vítima. Agora as pessoas precisam fazer BO eletrônico, pela internet. Como assim? O poder público continua cobrando o mesmo imposto, incluindo IPVA. A polícia continua a manter um batalhão de trânsito. E o efetivo policial só aumenta (o governador está sempre propagandeando as novas contratações). E a polícia simplesmente deixa de prestar um serviço? Por decisão unilateral, sem no mínimo ouvir a população?

Este é um país de faz de conta, podre, em processo de desconstrução civilizacional. Neste contexto, os comunistas do PT apenas apressam o processo...

OAB

Alguns poucos anos atrás um grupo de uns 50 torcedores de um time aqui da cidade foram presos após um jogo. Nas mãos da polícia militar foram xingados, humilhados e levaram pancadas durante várias horas. Um deles informou: "sou advogado", ao que o comandante da operação replicou: "vamos ver o que pode mais, a sua carteira da OAB ou o meu cacetete". Não apareceu ninguém da OAB por lá para defender os direitos dessa gente.

Ontem um grupo de manifestantes comunistas depredava ruas do Rio de Janeiro. 31 foram presos. Imediatamente os representantes da OAB apareceram na delegacia para assegurar que os comunistas tivessem respeitados todos os seus direitos.

Qual a diferença essencial entre um caso e outro? É que os primeiros foram presos em função de um jogo de futebol, enquanto os outros foram presos enquanto lutavam pela implantação do comunismo. E a OAB em vários estados, Rio de Janeiro incluído, não passa de um aparelho de militância comunista.

Marcio Thomaz Bastos

A nota é do Claudio Humberto. Comento na sequência.

11/06/2013 | 00:00

Ação midiática

O ex-ministro Márcio Thomaz Bastos costuma dizer que o MP só se interessa em denunciar assuntos que “apareçam no Jornal Nacional”.

Comento: Marcio Thomaz Bastos não pensava assim enquanto o MP atuava como aliado para o PT chegar ao poder...

Um país doente

Trabalho desde os 19 anos. Pago imposto. Como pequeno empresário gero mais de 40 empregos. Crio riqueza. E não recebo nada em troca do governo: tenho que contratar serviços de saúde, segurança e educação com empresas particulares. Esta, creio, é a situação da maioria das pessoas que estão lendo este texto.

Como empresário, se perguntarem ao povão o que acham de mim, provavelmente ficarei um pouco abaixo do capeta.

Como classe média, se perguntarem para a a filósofa oficial do petismo o que acha de mim, ficarei muito abaixo do capeta.

Então é assim: trabalho, pago, gero emprego, crio riqueza, não recebo nada em troca, e ainda sou desprezado (ou odiado).

Já Claudia Leite, segundo a última Veja, recebeu R$5 milhões dos cofres públicos via Lei Rouanet (apenas na sua mais recente captação). Claudia Leite é uma artista de sucesso, multimilionária, e o Brasil é um país pobre, sem educação, sem segurança, sem saúde e sem saneamento. Que sentido faz um país pobre destinar R$5 milhões para uma artista rica? Sem falar nos muitos milhões que são destinados a outros tantos artistas famosos.

Faz sentido dentro da ótica petista de preservação do poder. É a bolsa artista, com o propósito de manter as celebridades unidas ao lado do petismo, enquanto mamam na teta que custa o sangue dos que trabalham.

Um país que não consegue ver nada de errado nisto é um país doente, é um país podre, é um país sem chance de futuro. É um país que já acabou, mas que ainda não se deu conta disto.

Somos covardes

Lendo a coluna do Reinaldo Azevedo hoje ficamos sabendo que não existe crime de bando. Se as condutas não puderem ser individualizadas, não existe ação penal. Assim, MST e comunistas que depredam as cidades podem agir livremente, e destruir o patrimônio público e o patrimônio privado.

Infelizmente, os covardes que são agredidos, sejam eles fazendeiros, donos de carros ou de residências depredadas, não possuem a coragem de se unir em bandos e reagir. Não dá nem para dizer que é por medo de serem presos, afinal no bando ninguém é culpado. É apenas por medo, por covardia.

À medida em que a sociedade brasileira regride para a época da lei do mais forte o nosso lado, o lado de quem trabalha, produz, paga imposto, mas é covarde, está condenado a perder.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Silêncio total

Qual o inconveniente para um homem adulto, honesto e heterossexual em ser muçulmano?

Talvez ter que substituir as roupas atuais por aquele roupão branco, e se ajoelhar cinco vezes ao dia para rezar. Mas seria um sacrifício tolerável.

Mas e para as mulheres, os gays e os ladrões? Bem, aí a história é bem diferente.

Mulher, sob o islamismo, é um ser de segunda classe, e depende de homens para tudo, até para serem atendidas num restaurante (uma amiga foi ao restaurante do hotel no Cairo sem o marido, e ninguém a atendeu). Contudo, não se ouve um pio dos inifinitos movimentos feministas contra a penetração do islamismo no ocidente.

Homossexuais no islamismo simplesmente não são tolerados. Ponto. Contudo, não se houve um pio da militância gay contra a penetração do islamismo no ocidente.

Ladrões, em países islâmicos, têm uma de suas mãos cortada. Contudo, não se houve um pio dos políticos ladrões e empresários corruptos contra a penetração do islamismo no ocidente.

E este silêncio ensurdecedor me intriga...

De Nonie Darwish

Algumas das pessoas mais gentis que conheço são muçulmanas, mas isso nunca deve nos cegar e nos impedir de entender o risco que corremos quando permitimos a construção de centenas de mesquitas financiadas pela Arábia Saudita, bem como a imigração de milhões de muçulmanos, numa época de esforço feroz, se bem que sofisticado, dos grupos islâmicos de difundir o islamismo por todo o mundo, e de radicalizar jovens impressionáveis por acumularem ódio contra as nações, as pessoas e os valores ocidentais.

A existência de muçulmanos gentis e com educação formal também jamais deveria nos impedir de ver os profundos problemas que há dentro da ideologia do islamismo e seus objetivos jihadistas. Os próprios muçulmanos admitem que o islamismo é mais do que uma religião -- que ele é, de fato, um sistema estatal, legal, e uma instituição militar -- com o objetivo, o dever sagrado de cada um, de levar o islamismo ao restante do mundo, desejo este freqüentemente entesourado profundamente no coração dos muçulmanos.

Do Olavo de Carvalho

A maior, a mais profunda e aparentemente a mais irrevogável conseqüência da dissolução do Império Soviético foi esta: como agora o comunismo não existe mais, qualquer um está livre para defender as mesmas políticas que os comunistas defendiam, impor os mesmos controles sociais que os comunistas impunham, atacar e denegrir as mesmas pessoas e valores que os comunistas atacavam e denegriam, cultuar e enaltecer os mesmos ídolos que os comunistas cultuavam e enalteciam, tudo isso sem jamais poder ser chamado de comunista.

Os comunistas, é claro, sempre gostaram de camuflar-se, de agir sob mil máscaras irreconhecíveis. Mas agora já não precisam disso: são os seus inimigos que os camuflam, que os escondem, por medo, por terror pânico de parecer saudosistas da Guerra Fria ou "extremistas de direita" (sabendo-se que hoje em dia tudo o que esteja à direita do centro-esquerda é extremismo).

Em vez de um comunismo que não ousa dizer seu nome, temos agora um comunismo do qual os adversários não ousam dizer o nome.

Imprensa e doutrinação

Já comentei aqui que meu pai é um velho udenista militante, acostumado aos embates com a esquerda durante toda a sua vida.

No entanto, depois que o tucano Pedro Parente presidiu a RBS, ela passou a ser a Rede Bolivariana do Sul, mais um braço petista na imprensa. E meu pai acredita cegamente nas informações da Zero Hora, o jornal do grupo. Assim, paulatinamente foi sendo doutrinado, até se transformar inconscientemente num militante petista.

Para o PT falta fincar sua bandeira no governo do Estado de São Paulo. Para tanto, uma das suas bandeiras é a "violência descontrolada" em São Paulo, que precisa ser atacada. Nesta missão, os petistas contam com a colaboração da imprensa e do PCC.

Estatisticamente, São Paulo é o estado com menores índices de violência no Brasil. Mas de que servem os fatos?

Ontem à noite conversava com meu pai e ele estava chocado: "li um reportagem que mostra a quantidade de gente que morre em São Paulo. É uma barbaridade. É um absurdo. E ninguém faz nada. Alguém tem que tomar uma providência". Só faltou completar a frase: "é preciso eleger um governador petista", mas isto ele não diria, afinal sua militância petista é inconsciente.

Mas se a imprensa consegue fazer isto com um velho militante udenista, imagino o que faz com as pessoas que não são politizadas, ou que não possuem defesas para as armadilhas da esquerda...

sábado, 8 de junho de 2013

Sob o domínio da burrice

Se tem gente que não serve prá burro, são as lideranças comunistas. Os caras são muito bons, pois trabalham pela implantação de um regime onde todos vivem na miséria, à exceção das ... lideranças comunistas, que vivem no bem bom, e com poder ditatorial. E convencem quase todo mundo de que o comunismo será melhor para todos...

Algumas décadas atrás, quando nossos comunas decidiram substituir a luta armada pelo gramscianismo, concluíram que precisavam atuar em duas frentes principais:

1) Na educação em geral, para garantir que as escolas vomitassem gerações de burros, prontos para serem seduzidos pelo discurso comuna;

2) Nas faculdades de jornalismo em particular, para garantir que todos os que tivessem acesso aos veículos de comunicação rezassem pela cartilha de Antônio Gramsci.

E deu certo. Atualmente vivemos numa sociedade de burros.

E onde todo mundo é burro, onde ninguém sabe nada sobre nada, em princípio tudo o que se diz pode ser válido, por mais absurdo que seja.

Por exemplo, esta semana Merval Pereira escreveu que a escolha de Barroso para o STF foi uma boa escolha, e que o fulano é atualmente o nosso "maior constitucionalista". Merval é um burro com pedigree, afinal tem o status de escrever em jornal e falar em rádio. É burro com estrelinha.

Como pode ser o "nosso maior constitucionalista" um sujeito que, na prática, defende que a Constituição não vale nada, que só vale o que ele pensa sobre a Constituição?

Mas o que Merval sabe sobre constitucionalismo? Nada!

E para quê precisaria saber? É um burro escrevendo para uma legião de burros...

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Aquecimento global?

De Jeffrey Nyquist:

"Durante os últimos seis meses muitos lugares ao redor do mundo registraram recordes de temperaturas baixas. As plantações de grão já sofrem. Alguns cientistas especulam que estamos entrando em um período de resfriamento. Pesquisadores russos no Observatório Pulkovo em São Petersburgo estão dizendo abertamente que o Sol está emitindo menos calor. Aproximadamente a cada 200 anos o sol entra em uma "hibernação solar". Isso significa um período de baixas temperaturas ao redor do globo que historicamente reduzem a produção de grãos, resultando numa alta dos preços dos alimentos e, consequentemente, fome.

A última "mínima solar" que afetou o planeta Terra acabou na segunda década do século XIX, cerca de 200 anos atrás. Alguns leitores podem relembrar o destino do exército de Napoleão na Rússia em meio a recordes de baixas temperaturas que mataram tropas e cavalos franceses. Esses períodos de resfriamento têm ocorrido repetidamente nos últimos dois mil anos e resultaram em fome, morte por congelamento e secas. Com as baixas temperaturas, menos água evapora e menos nuvens se formam (isto é, temos chuvas em quantidade abaixo do esperado). Já podemos constatar a alta no preço dos grãos que reflete a seca do ano passado. Se isso é uma tendência, certamente constataremos alta nos preços dos alimentos e da energia no próximo ano.

As plantações são sensíveis ao tempo frio em todas as latitudes. O tempo frio na Flórida significa que safras de laranja serão perdidas. No meio-oeste, invernos mais longos e mais frios significam safras reduzidas e, por conseguinte, uma produção menor de milho. Países cuja produção de alimentos estão localizadas em latitudes mais ao norte, como a Rússia e o Canadá, podem passar por uma severa redução na produção de alimentos que podem desencadear consequências globais."

Cristãos invisíveis (para a imprensa)



A foto acima, do blog do Reinaldo Azevedo, é de uma manifestação de cristãos realizada na última 4a feira em Brasília, na esplanada dos ministérios.

Dezenas de milhares de pessoas, senão centenas, protestavam contra a agenda "progressista" que ora domina o debate por aqui.

A manifestação não rendeu notícia na imprensa. Como bem observou Reinaldo Azevedo, se fossem 500 pessoas protestando pela liberação da maconha, a imagem iria para a capa dos jornais. Se fossem 100 índios protestando por qualquer asneira, também. Contudo, para esta mesma imprensa, dezenas de milhares de cristãos são irrelevantes.

Quem compra jornal financia este espírito canalha.


quinta-feira, 6 de junho de 2013

Também seremos vítimas

No sábado que antecedeu ao dia das mães um casal de amigos se reuniu com diversos outros amigos, na residência de um dos casais do grupo. Na pauta ler textos religiosos, cantar hinos de louvor, jantar e conversar.

Bem, Deus devia estar de folga naquele sábado, e próximo da meia noite a casa foi tomada de assalto por uma quadrilha fortemente armada. Bandidos dentro da casa, bandidos nas proximidades, vigiando. Se comunicavam por rádio.

De cara já quebraram o braço de um dos convidados. Depois pegaram o dono da casa, deram uns tapas, e perguntaram onde estava dinheiro e joias. Ante a negativa em dar a informação, pegaram a esposa dele, estenderam a mão dela sobre uma mesa, puseram um facão e disseram: "fala agora ou ela perde os dedos". Tiveram acesso às joias.

Limparam todos os convidados de todos os seus pertences, jogaram uns sobre os outros, reviraram todos os armários da casa, tiraram todas as gavetas, roubaram até as garrafas de bebidas (e reclamaram do fato de que não havia garrafas de Moet Chandon).

Depois de quase duas horas de terror, trancaram todo mundo num banheiro, colocaram o produto do roubo na Santa Fé do dono da casa e foram embora.

E não aconteceu nem acontecerá nada com os bandidos. Pelo simples fato de que as instituições não funcionam, pelo simples fato de que a polícia não tem interesse em agir (só age em casos que dão mídia), e pelo simples fato de que nosso governador, responsável pela segurança pública, é um produto da democracia. Se não houvesse democracia, e ele tivesse que trabalhar pelo próprio sustento, não serviria nem para limpar chão.

Mas o mais assustador é que a cena descrita acima acontecerá comigo, mais cedo ou mais tarde. E acontecerá com você também, leitor. É uma questão de tempo. Teremos sorte se não nos tirarem a vida. E ficará tudo por isso mesmo.

Pelo menos os bandidos deixaram a casa.

Se não vivermos esta cena com bandidos, viveremos com agentes do estado comunista. Com a diferença que não nos deixarão nem a casa...

Quem é mais burro?

Amigos, enquanto não tomarem meus poucos bens e me jogarem numa caravela de volta para a Europa, sigo por aqui, escrevendo.

Ontem (só para não variar) Dilma e Mantega falaram asneira, desta vez sobre o câmbio. O mercado ouviu a fala e tentou extrair alguma racionalidade, na linha do: "bem, se o governo não vai combater a alta do dólar, tentará combater a inflação apenas pela via dos juros", e as taxas de juros futuros subiram imediatamente.

Não sei quem é mais burro:

a) Dilma;

b) Mantega;

c) As duas anteriores estão certas;

d) Os operadores do mercado tentando ver alguma racionalidade nas besteiras ditas por Dilma e Mantega, e tomando decisões em função disto.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Companheira Dora Kramer

O trecho abaixo é da coluna de Dora Kramer. Comento na sequência:

"Nesse cenário inteiramente diverso é que a antecipação da campanha mostra suas consequências nefastas. Animou a oposição a sair da toca, abriu espaço e deu justificativa à dissidência de Eduardo Campos e semeou inquietação antes do tempo entre os que deveriam estar concentrados na tarefa de renovar o contrato com o eleitorado."

Comento: Dora está criticando a atitude de Lula, de antecipar a campanha pela reeleição de Dilma. e ela diz que tal atitude teve consequências nefastas. E, se ainda entendo alguma coisa de interpretação de texto, uma das tais "consequências nefastas" teria sido a oposição "sair da toca".

Se entendi bem o texto, oposição boa para Dora é aquela que fica "na toca", ou seja, no conceito de democracia da companheira só vale ser aliado...

Este país é uma piada pronta

Do Claudio Humberto:

"O presidente da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado, Fernando Collor, quer liberdade para que os membros do colegiado acessem o chamado sistema Fiscalis, do Tribunal da Contas da União (TCU). Trata-se de um programa desenvolvido para permitir o acompanhamento dos processos de fiscalização de obras. “[É uma] ferramenta de grande utilidade para o bom desempenho da atividade de fiscalização desta Comissão", justificou Collor. “A Comissão e seus integrantes terão a oportunidade de atuar no sentido de instar as partes envolvidas a sanear as irregularidades antes que seja proferida alguma decisão capaz de provocar a paralisação da obra”, completou."

Oposição?


12:40 - Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) faz uma sequência de elogios a Barroso, diz que o advogado foi "brilhante" em sua exposição inicial e afirma ter certeza de que a indicação será aprovada pelo Senado: "Não pude deixar de me emocionar com a exposição inicial que o senhor fez, proclamando suas crenças no bem e na justiça".

Comento: este pateta já teve mandato de governador cassado pela "justiça" que tanto admira.

Pô seu índio, tem que decidir o que quer ser

Se aproxima o tempo em que nós, brancos, seremos colocados em caravelas e despachados para a Europa (o momento para sermos devolvidos à Europa não é o mais conveniente). Amarelos serão embarcados em navios pesqueiros e enviados de volta ao Japão.

O Brasil será inteiramente entregue a índios e negros (o quê, alguém imaginou que os negros seriam devolvidos para a África?), que então se matarão entre si para resolver quem ficará com nossas propriedades abandonadas. Até que os Chineses cheguem e tomem tudo prá eles.

Mas enquanto isso os índios precisam se decidir em relação ao que querem ser. De cocares na cabeça, dizem que querem as terras para viverem como viviam na época em que Cabral por aqui aportou. Mas há pouco li na internet que um índio baleado numa invasão foi internado num hospital para tratamento. Como assim? Quando Cabral chegou aqui não havia hospitais. Hospitais são invenção da civilização. Se índio quer viver como no século XVI, não pode ser tratado em hospital. Tem que ficar aos cuidados da mãe natureza...

Veneno

Uma parcela considerável da população trabalha (muito) e paga (muito) impostos.

Pois bem, o dinheiro arrancado desta parcela da população, via carga tributária, é utilizado para sustentar um exército de gente que só pensa em:

- Como arrancar mais dinheiro dos otários;

- Enriquecimento próprio;

- Expropriação de propriedades (de quem paga imposto); e

- Maldades burocráticas para tornar mais difícil o dia a dia de quem trabalho.

Impostos são uma espécie de veneno auto-aplicado. Quanto mais pagarmos, mais rapidamente seremos aniquilados.

Do Rodrigo Constantino

Quem tem a Fiesp não precisa de USP ou Unicamp para estragar a economia. 

Comunista militante em ação

O parágrafo abaixo é da Falha de São Paulo. Comento na sequência:

"O ministro Gilberto Carvalho afirmou ontem que decisões de reintegração de posse só poderiam ser cumpridas depois de esgotadas todas as instâncias de diálogo."

Comento: Que diálogo? O que haveria de ser dialogado entre o batedor de carteira e a vítima? O "raciocínio" do ministro não passa de militância comunista (alguém desconhece que Gilberto Carvalho é comunista?) sustentada pelo sangue dos que trabalham e pagam impostos.

Os comunistas estão assanhados. As invasões indígenas varrem o país, e creio que o MST não vai ficar de fora desta onda vermelha. Talvez como nunca antes na história deste país os comunistas estejam sentindo que "chegou a hora".

Enquanto isso:

- Os produtores rurais se posicionam de quatro, com os traseiros direcionados para onde virá a invasão, aguardando os invasores...;

- Os empresários despejam mais dinheiro no cofre do PT (soube através do Reinaldo Azevedo que o dono da Cutrale foi um dos apoiadores da eleição de Lula. Depois que Lula foi eleito a fazenda dele já foi invadida e depredada 4 vezes. Bem feito);

- A imprensa segue majoritariamente petista;

- A população que trabalha e sustenta a farra é, na média, ignorante demais para compreender o que está acontecendo.

Não sobrou ninguém para tentar conter os comunas.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Dilma aos produtores rurais

Está aqui um cheque de R$138 bilhões de dinheiro público para financiar a vossa atividade. Gastem, trabalhem, produzam, e garantam que o meu governo não vá para o brejo.

Ah, e enquanto trabalham finjam que não estão vendo o que o governo está fazendo com o proprietários rurais através dos índios e dos ditos sem-terra.

A sua hora vai chegar. Enquanto não chega, sejam felizes!

Back to the 1980's...

Liguei há pouco para a empresa GVT, para contratar uma linha telefônica para a nova residência da minha avó.

Resposta da GVT: terei que ficar em fila de espera, não há linha disponível no centro da cidade.

Me senti de volta aos anos 80, quando ligávamos para a estatal de telefonia local e recebíamos a informação de que teríamos que aguardar um famigerado novo plano de expansão...

Do Augusto Nunes, sobre Dilma

O cérebro não é dividido em compartimentos estanques. Ninguém é metade imbecil e metade brilhante. Quem não governa sequer o que diz não pode governar um país.

Bandeira amarela

Cresci assistindo fórmula 1, mas já há vários anos não assisto mais. No grid há 2 ou 3 pilotos com talento, vários medianos e alguns medíocres. De certa forma, é mais ou menos um reflexo do que ocorre nas sociedades, com alguns muito bons (que levam a civilização adiante), muitos medianos e muitos medíocres.

Pois bem, na fórmula 1 os poucos com talento via de regra disparam lá na frente. Aí, de tempos em tempos, entra em cena a tal bandeira amarela, que dá a chance para que os medianos e os medíocres enconstem nos bons. A bandeira amarela elimina a vantagem que os bons haviam construído até aquele momento da prova. "É para dar mais emoção", dizem os especialistas da Globo. Como assim? Como pode um esporte, para ser emocionante, ter que segurar os bons, para dar chances aos medíocres? Imaginem no atletismo, uma regra que obrigasse o Usain Bolt a parar por 1 segundo no meio da corrida. Quem continuaria assistindo provas de atletismo? Imaginem uma regra no futebol determinando que cada vez que um time abrisse uma diferença de 3 gols o resultado seria automaticamente empatado, para dar chance ao adversário. Quem continuaria assistindo?

O socialismo é uma espécie de bandeira amarela social. Imaginando a vida como uma grande prova de talentos, os bons irão crescer, ganhar dinheiro, construir patrimônio, os medianos ficarão pelo meio do caminho, com alguma coisa, e os medíocres não se afastarão muito da linha da largada. Aí, pelo rumo em que o Brasil está indo, entra em cena a bandeira amarela, digo, o socialismo, e tira as coisas que o talentoso conquistou para distribuí-las entre os medíocres.

Bandeira amarela nenhuma tem o poder mágico de transformar um Satoro Nakagima num Michael Schumacher. Assim, na fórmula 1 a bandeira amarela só serve para baixar o nível da competição. Da mesma forma, socialismo nenhum tem o poder de transformar um catador de lixo num Steve Jobs. Sendo assim, a única coisa que o socialismo consegue é mediocrizar e empobrecer as sociedades onde é implantado. Sob o aplauso dos artistas...

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Ser ou não ser índio II

Leio na imprensa que um grupo de 30 índios invadiu hoje a sede do PT no Paraná, para protestar contra Gleisy Hofmann. Só aceitaram deixar o local após terem garantias de que serão recebidos pela ministra.

Se eu e mais 29 amigos resolvermos invadir a sede do PT para, por exemplo, protestarmos contra a carga tributária, seremos presos e sairemos do local debaixo de bordoada da polícia militar.

O Brasil é assim - invadir para protestar só vale se os invasores usarem bonés vermelhos ou cocares com penas. Se for contribuinte, que paga o salário da ministra, vai pro porrete.

O nome disso na imprensa? Progressismo.

Ser ou não ser índio

Parece que tem um picaretão na área, que se faz de índio, e já enganou até Lula e Dilma. Tal sujeito, segundo Reinaldo Azevedo, teria conquistado status e poder em função de sua posição no movimento indígena.

Mas parece que o sujeito não é índio. Apenas resolveu se disfarçar de índio para ter um meio de vida, status e poder.

Assim, se confirmar que o sujeito não é mesmo índio ele será um ... branco. E ser branco significa, no Brasil, estar abaixo do nada (ainda se for um branco dependente do bolsa família pode ser que valha um pouquinho...).

Enfim, o tal sujeito teria alguma posição de status e poder porque pensavam que ele era índio. Se for branco, não terá nada, e nunca mais chegará perto de Lula e Dilma...

Cadê o meu cocar de penas?